Polí­tica

Foto: Divulgação

Após pronunciamentos e cobranças de maioria dos deputados estaduais o governo estadual encaminhou na tarde desta quarta-feira, 8, a Medida Provisória que integra os remanescentes de Goiás ao Estado ao Igeprev. A matéria já deu entrada na Casa de Leis e o governo inclusive já providenciou uma reunião com os parlamentares para tratar das especificidades da proposta.

 “Respeitar os Direitos,preservar o IGPREV,garantir o sonho,tudo está contemplado na MP editada,que tem força de Lei. Parabens ex remanescentes!”, afirmou o secretário de Relações Institucionais, Eduardo Siqueira Campos na tarde de hoje através de sua rede social.

 O envio da MP repercutiu na sessão vespertina. O deputado José Bonifácio agradeceu a intervenção de Eduardo que, segundo ele, foi decidiva para o andamento da proposta. “ A maior obra do governador é resgatar a dignidade de mais 1200 funcionários herois do Tocantins que são os remanescentes de Goiás”, afirmou Bonifácio.

 Nesta terça-feira, 7, deputados começaram a cobrar a deliberação da proposta e chegaram a cogitar a obstrução de matérias do governo  para pedir agilidade na proposta.

 O deputado do PT, José Roberto Forzani que cobrou a deliberação da PEC, assinada por maioria dos deputados, e que será regulamentada pela MP do governo, afirmou que vai analisar a proposta do governo. “O governo viu que não tinha força para derrotar a PEC e teve que mandar a MP”, avaliou. Na tribuna ele citou deputados que foram importantes para resolver a demanda e chegou a sugerir que se o assunto não for resolvido os remanescentes façam greve de fome.