Estado

Foto: Luciano Ribeiro

O secretário de Relações Institucionais, Eduardo Siqueira Campos,  reuniu-se na manhã desta sexta-feira, 10, com empresários portugueses para discutir o projeto de construção da ponte sobre o Lago da UHE Lajeado, em Porto Nacional. Uma das possibilidades de financiamento das obras, segundo Eduardo, é uma parceria público-privada (PPP). O encontro foi marcado pelo prefeito de Porto Nacional, Otoniel Andrade, depois de pedido do grupo português para conhecer os projetos do empreendimento, e teve a presença do secretário de Estado da Agricultura e Pecuária, Jaime Café.

A nova ponte, segundo o planejamento de engenharia, irá sobrepor a antiga travessia, em formato de “S”, aproveitando os aterros já construídos e que sustentam sua estrutura. Desta forma, segundo Eduardo, os custos de produção serão reduzidos, economizando recursos nas obras. “Nós iremos aproveitar os aterros já existentes. A ideia é não derrubar os aterros já existentes, porque isso gera um custo maior e a ponte antiga permanecerá para manter aspectos históricos, turísticos e culturais”, completou.

A construção da nova ponte é parte do planejamento estratégico de transformar o Tocantins em um centro logístico de distribuição de cargas, em conjunto com o aeroporto de Palmas. “Nós estamos no centro geodésico do Brasil. Este sítio que envolve Palmas e Porto Nacional, com esta parte da frente de Palmas, onde está sendo instalada a BR Distribuidora, faz com que esta ponte seja de fundamental importância”, disse.

Além disso, a via que liga as margens do lago em Porto Nacional será um dos elos com o distrito de Luzimangues, onde está sendo instalado o pátio multimodal da Ferrovia Norte Sul. “Esta ponte irá contribuir não apenas no sentido histórico, mas para o desenvolvimento daquela região”, explicou Eduardo.

Interesse

Em entrevista concedida após o encontro, o secretário celebrou o interesse de empresários ligados ao setor, para a construção de empreendimentos como este. Para Eduardo, “o interesse de empresários que representam fundos de investimentos internacionais é uma demonstração de que temos um projeto de grande potencial”.

Para o prefeito Otoniel Andrade, o encontro foi apenas um embrião para futuras discussões sobre o financiamento das obras envolvendo a ponte. “Eles (empresários) acharam o projeto interessante e vieram conhecer”, frisou. (ATN)