Polí­tica

Foto: Divulgação sanmdoval Cardoso (c) durante a sua permanência nas dependências da Agrotins sanmdoval Cardoso (c) durante a sua permanência nas dependências da Agrotins

Após reunir com diretores e coordenadores da Assembleia Legislativa do Tocantins, na manhã desta sexta-feira, dia 10, o presidente da Casa, deputado Sandoval Cardoso (PSD), convidou os servidores para conhecer o espaço do Poder Legislativo instalado nas dependências da Agrotins-2013, destinado a receber lideranças políticas e outros seguimentos da sociedade.

Durante a reunião o presidente solicitou sugestões dos servidores e voltou a informar que está pronto para atender e quebrar todos os obstáculos que impeçam o bom andamento do trabalho. “Precisamos usar nosso trabalho para o bem. Para o bom andamento da Casa. Gostaria que esta diretoria ficasse marcada na história deste Parlamento”, disse.

Na oportunidade, ele adiantou que o orçamento da Casa contempla o aperfeiçoamento dos servidores, através de cursos, implantação de novas ferramentas que possam modernizar e agilizar o trabalho. ”Consultem o funcionamento de outros Parlamentos, vejam as nossas necessidades e vamos aplicar no nosso dia a dia”. Sandoval chamou atenção também, para instalação da TV Assembleia, que entrará em funcionamento nos próximos dias. “É mais um instrumento de comunicação com o povo, visando mostrar nosso trabalho, o trabalhos das câmaras municipais, nossa cultura, nossas potencialidades turísticas, além dos projetos aprovados nesta Casa de Leis”, adiantou.

Agrotins

Durante a sua permanência nas dependências da Agrotins-2013, o deputado Sandoval Cardoso prestigiou a assinatura do protocolo de intenções entre o Banco Interamericano de Desenvolvimento-BID, Governo do Tocantins, na oportunidade representado pelo secretário de relações institucionais Eduardo Siqueira Campos e os prefeitos dos municípios de Pium, Cristalândia e Lagoa da Confusão. Os recursos, na ordem de 99 milhões de dólares serão destinados para revitalizar a primeira etapa do Prodoeste.

De acordo com o secretário de Agricultura e Pecuária, Jaime Café, nesta primeira etapa vão ser beneficiados 40 mil hectares, o que poderá produzir aproximadamente 4 milhões de toneladas/ano na Região. Sua conclusão está prevista para o ano de 2014, com expectativa de gerar 4 mil empregos diretos. O projeto prevê total harmonia entre produção e natureza.