Palmas

Foto: Divulgação

Em homenagem ao 24º aniversário de Palmas, a Câmara dos Deputados realiza nesta segunda-feira, 13, às 10 horas, sessão solene na qual serão homenageados vários pioneiros da Capital. A sessão é fruto de um requerimento feito pelo deputado federal Cesar Halum. O prefeito Carlos Amastha, secretários municipais e demais autoridades participam da sessão solene.

Além dos pronunciamentos e homenagens, o evento contará com apresentações artísticas entre as quais O Galo de Palmas, os Bonecos de Taquaruçu e o cantor Mello Júnior cantará o Hino Nacional e a canção de Amor a Palmas.

Serão homenageados o governador do Estado, José Wilson Siqueira Campos; os vereadores Major Negreiros e Jucelino  Rodrigues; o primeiro prefeito de Palmas, Fenelon Barbosa; o humorista Arnaud Rodrigues (in memórian); a artista plástica Gilda Torres Gomes; os empresários Henrique Cardoso, Walter Meurer (in memórian); os agricultores Anízio Moura e Domingos Franco; o ator Nival Correia; e o funcionário público federal Jayme Lourenço.

O prefeito Carlos Amastha destaca a importância dessa homenagem à Capital. “É um momento especial, no qual Palmas é reconhecida pela importância e relevância que possui em nível nacional. Além disso, as homenagens aos pioneiros e pessoas que tanto contribuíram com o desenvolvimento da Capital são mais que merecidas.”

PERFIS HOMENAGEADOS

RAIMUNDO RÊGO DE NEGREIROS (Major Negreiros) – Natural do Maranhão, Major Negreiros foi o primeiro da família a migrar para a mais nova capital do País, trazendo posteriormente toda sua família, pais, irmãos, avós e sobrinhos. Major Negreiros iniciou sua carreira militar como soldado no 1º Batalhão de Palmas. Atuou na rádio patrulha, comandou o destacamento de Taquarçu e ajudou a implantar a base comunitária do Jardim Aureny III, fazendo parcerias com as escolas Rosemir Fernandes, Estevão de Castro e Liberdade, onde passou a elaborar e formar o conselho de segurança, fator preponderante para a tranquilidade daquela comunidade.

Estudou Letras na Universidade Luterana do Brasil (Ceulp/Ulbra) e após concluir a graduação foi aprovado em 2001 no Curso de Oficial da Administração da Polícia Militar, alçando a patente de 1º Tenente um ano depois e retornando ao 1º BPM, onde assumiu diversas funções, como comandante da 1º Companhia, chefe da Seção de Ensino, Planejamento e Pesquisa, contribuindo na idealização e criação da Escolinha de futebol do 1º BPM, hoje um dos maiores orgulhos da instituição na capital.

Major Negreiros foi instrutor de abordagem e técnica policial militar na Academia de Polícia e como Tenente ocupou o cargo de Chefe de Segurança Externa da Casa de Prisão Provisória de Palmas, ao ser promovido a capitão foi transferido para a Chefia do Núcleo de Inativos da Policia Militar, ficando nessa função até ser promovido ao posto de Major em abril de 2010.

Além de militar dedica-se à atividade política partidária, tendo sido eleito como vereador nas eleições de 2012.

FENELON BARBOSA SALES - Nascido em 1940 na cidade de Pedro Afonso (TO), Fenelon Barbosa foi eleito em 1989, prefeito de Taquaruçu do Porto, e foi graças à transferência da sede administrativa do município de Taquaruçu para Palmas que a instalação da Capital foi possível, fazendo de Fenelon o primeiro prefeito da Palmas. Assim, Taquaruçu, Taquaralto e Canela tornaram-se distritos de Palmas.

Estando à frente da Prefeitura no período de 1989 a 1992, Fenelon priorizou a inclusão social, abriu os primeiros loteamentos, as primeiras ruas, construiu os primeiros hospitais e escolas. Realizou uma doação de mais de 7.500 lotes para famílias carentes da Capital. Na época foi considerado o 2º melhor prefeito do Brasil, e o melhor da Amazônia.

JOSÉ WILSON SIQUEIRA CAMPOS – Atual governador do Estado do Tocantins (2010/2014), Siqueira nasceu em 08 de janeiro de 1928, em Crato (CE). Viajou pelo país por quase dez anos, em busca de oportunidade, até chegar à cidade de Colinas, no então Norte de Goiás, atual Colinas do Tocantins. Antes, passou pelos estados do Amazonas, Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo. Em Colinas, Siqueira começou a trabalhar na área rural, o que despertou nele a vocação política: fundou a Cooperativa Goiana de Agricultores e deflagrou o movimento popular que pedia a criação do Tocantins.

Na carreira política foi vereador de Colinas entre os anos de 1965 a 1967, deputado Federal por cinco mandatos no período de 1971 a 1988, e com a criação do Estado do Tocantins se elegeu o primeiro governador, para mandato de dois anos (de 1º de janeiro de 1989 a 15 de março de 1991). Foi também responsável pela construção da Capital Palmas que é em tese a última cidade brasileira planejada do século 20.

Siqueira Campos voltou a ocupar o cargo governador por mais dois mandatos consecutivos (1995 a 1998 / 1999 a 2003), retornando ao posto nas últimas eleições.

ANTÔNIO ARNAUD RODRIGUES (in memórian) – Nascido em 06 de dezembro de 1942 em Serra Talhada (PE), tendo falecido em 16 de fevereiro de 2010, foi ator, cantor, compositor, redator e humorista brasileiro.

Trabalhou nos programas de Chico Anysio na TV Globo e em vários outros programas humorísticos, tanto como ator quanto como redator. Na teledramaturgia teve alguns trabalhos marcantes, como o Cego Jeremias, cantor ambulante da versão de 1985 da novela Roque Santeiro, além do imigrante nordestino Soró, personagem ingênuo e bem-humorado criado pelo escritor Walter Negrão para a novela Pão Pão, Beijo Beijo. Soró fez tanto sucesso entre o público que Arnaud voltaria a interpretá-lo no filme Os Trapalhões e o Mágico de Oróz.

Na década de 1980 integrou o grupo de humoristas do programa A Praça é Nossa sob o comando do veterano Carlos Alberto de Nóbrega, onde interpretou personagens como "O Povo Brasileiro" (sempre pobre e cansado), o mulherengo "Coronel Totonho", e o cantor sertanejo "Chitãoró" (uma sátira à dupla sertaneja Chitãozinho e Xororó, no quadro "Chitãoró e Xorãozinho" onde atuava ao lado do comediante (e posteriormente diretor da Praça) Marcelo de Nóbrega.

Em 1999, após realizar dois shows na cidade de Palmas, decidiu se mudar com a família para o Tocantins, onde assumiu a função de dirigente do Palmas Futebol e Regatas. Em 2004 deixou a Praça para se dedicar a seus shows solo e ao futebol, mas em 2010 planejava seu retorno ao elenco do humorístico, além da produção de um programa de variedades em um canal de televisão Tocantins. Sonho que não foi possível realizar, devido a sua morte após um acidente de barco no dia 16 de fevereiro de 2010, no Lago da Usina de Lajeado, a 26 quilômetros de Palmas.

WALTER MIGUEL MEURER (in memórian) – gaúcho, natural de Venâncio Aires (RS), mudou-se para Palmas em 1990, tornando assim o pioneiro no ramo de loja de materiais de construção em Palmas. Interessou-se em vir para Palmas, pois acreditou que junto com a nova cidade, poderia crescer. Falecido em 01 de abril de 2013, vítima de câncer, Walter deixou a mulher Guilda e deixa três filhos: Jarbas Luís, Jackson Leandro e Juliano Leonardo.

NIVAL CORREIA - Atua como ator no estado do Tocantins desde 1994. Participou do Grupo de Teatro Raízes de 1994 a 1996 e em 1999 recebeu convite para atuar com a Companhia de Teatro Chama Viva. Com 17 anos de carreira no Tocantins, tem atuado e levado o brasão do seu estado em várias cidades importantes, como: São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Goiânia, Recife, Taguatinga, Belém, e cidades do Tocantins como Palmas, Gurupi, Araguaína, Paraíso, Porto Nacional entre outras.

É Diretor de Cultura da Central Única de Favelas do Tocantins, onde articula projetos culturais e sociais para a Cultura de Rua, como RPB – Rap popular Brasileiro e BRADAN – Break Dance Brasil. Fez parte do elenco do filme “Xingu” de produção de Fernando Meireles e direção de Cao Hamburger. Tendo experiências em produções teatrais fora do Tocantins.

GILDA TORRES GOMES - Dona Gilda, como é conhecida, nasceu em 11 de junho de 1939 na cidade de Propriá (SE). Casou-se aos 04 de outubro de 1956, com o escritor José Gomes Sobrinho (in memorian) com quem teve sete filhos, entre eles os secretários Estadual de Esporte, Eduardo Gomes, e o de Assuntos Jurídicos da Prefeitura de Palmas, José Roberto Torres Gomes e ainda o vereador de Palmas, Hiram Gomes.

 Depois de morar em vários estados do Brasil, acompanhando seu esposo em suas atividades de trabalho. Mudou-se para Araguaína  em 1982, no então Norte de Goiás, onde ficaram aguardando e sonhando com a criação do Estado do Tocantins. Saindo de Araguaína foram residir na primeira capital Miracema do Tocantins, mudando-se para Palmas em 1992.

Trabalhou como artista plástica; participou dos movimentos culturais da Capital, como conselheira do Conselho Estadual de Cultura; participou da criação de todos os grupos de atividades para os idosos, como voluntária, sendo presidente do Conselho Estadual do Idoso. Em 2006, participou da criação da Universidade Federal da Maturidade, projeto esse que tirou os idosos de casa para reintegrá-los a sociedade ativa. Dentro dessa universidade ocupa o cargo de coordenadora de cultura. É Cidadã Palmense, título esse conferido pela Câmara Municipal de Palmas. Cidadã Tocantinense, Título conferido pela Assembleia Legislativa do Estado. Sempre envolvida com as causa sociais, é membro da Rede Liga Feminina de Prevenção e combate ao câncer, exercendo atualmente o cargo de vice-presidente dessa  instituição.

HENRIQUE LÁZARO LOPES CARDOSO – Natural de Cabo Frio (RJ), chegou a Palmas em 1990, tornando-se empresário bem sucedido, no ramo de lava-jato. Graduado em Administração de Empresas pelo Instituto de Ensino e Pesquisa Objetivo (IEPO) e pós-graduado em Ciências Políticas pela Universidade Federal do Tocantins (UFT). Antes de vir para Palmas, profissionalmente foi recruta na Marinha do Brasil (1986) e empresário no ramo de lava-jato em Cabo Frio (RJ) de 1987 a 1989. Em 2007 foi condutor da tocha Pan-americana; em 2011 foi premiado com o título de Colaborador no grau “Honorario” pela marinha do Brasil; e em 2012 com os títulos: Amigo da Marinha, em Brasília (DF), Empresário Pioneiro de Palmas e Cidadão Palmense pela Câmara Municipal de Palmas.

ANÍZIO MOURA DA SILVA - Natural de Nova York (MA), nascido 23 de outubro de 1916, Anízio Moura da Silva, veio para o norte do Goiás em 1944. Produtor Rural, evangélico desde 1944, pioneiro na região de Taquaruçu. Casou-se pela primeira vez aos 19 anos de idade, ficando viúvo aos 20 anos e voltando a casar-se novamente no ano seguinte, devidos ao histórico de viuvês teve um total de quatro esposas, construindo com isso uma família com 12 filhos.

Viveu de forma harmônica com a sociedade e participou ativamente do processo de criação do Estado do Tocantins, bem como da eleição para eleger o primeiro prefeito de capital Taquaruçu do Porto (hoje capital de Palmas). Seu Anízio se diz feliz, por ter mudado pra uma terra estranha e ser muito bem recebido.

DOMINGOS PEREIRA FRANCO - Em Palmas desde 1990, Domingos Pereira Franco, nascido em 09 de março de 1943, em Goiás Velho, primeira capital do estado, foi casado por duas vezes e tem cinco filhos, sendo um nascido na capital, Jhonny Franco, que fez 18 anos agora em janeiro, filho de Palmas. Enquanto pioneiro no Estado, foi o criador da primeira Associação dos Chacareiros do Cinturão Verde de Palmas, também teve representatividade como vice-presidente da Associação dos Pioneiros de Palmas, durante quatro anos. No período de 1981 a 1988 foi gerente de Agricultura do projeto Formoso, e em1994, prestou serviço por quatro anos na Polícia Civil.

JUCELINO RODRIGUES DE JESUS - Em Palmas desde sua implantação o vereador Jucelino Rodrigues é natural de Novo Brasil (GO). Casado, pai de quatro filhos, avô de três netos, formado em Gestão Imobiliária pelo Ceulp/Ulbra. De família humilde, desde pequeno trabalhou como feirante, catador de material reciclável, para ajudar no sustento da família. Veio para o Tocantins em 1987, onde começou sua carreira no setor publico é funcionário de carreira da Secretaria de Segurança Pública; exerceu diversos cargos de confiança, inclusive Secretario de Agricultura, sempre buscando ajudar as pessoas mais carentes, e trabalhando pelo desenvolvimento e melhoria da qualidade de vida da população palmense. Em 2000 elegeu-se vereador e devido ao seu estilo de trabalhar foi reeleito em 2004, 2008 e 2012 estando na sua quarta legislatura.

JAYME SEBASTIÃO MARTINS LOURENÇO - Brasileiro, casado, 57 anos, funcionário público Federal desde 1982, ocupando o cargo de Analista Legislativo no Senado Federal, atualmente exerce a função de Assistente Parlamentar do Gabinete do Senador pelo Estado do Tocantins, Senador Vicentinho Alves. Atuou no gabinete da Primeira Vice-Presidência do Senado Federal como sub-chefe de Gabinete;  na  Diretoria Geral do Senado Federal como assistente técnico; como secretário do Trabalho e Ação Social  e de Esporte do Estado do Tocantins.