Estado

Foto: Marcio Vieira

Um estudo do Ministério da Previdência, publicado na edição desta semana da revista Veja mostra que a folha de pagamento do governo do Tocantins aumentou em 103% nos últimos cinco anos. Os números mostram que os gastos com funcionalismo saltaram de R$ 1 bilhão e 481 milhões em 2008 para R$ 3 bilhões e 19 milhões no ano passado.

Neste contexto, segundo os dados, o Estado se continuar neste ritmo deve ultrapassar até o próximo ano o limite dos gastos com pessoal. No ranking nacional o Tocantins fica atrás apenas do Rio Grande do Sul e de Minas Gerais e figura como o terceiro com gastos comprometidos com funcionalismo: 55,1%. O limite de gastos com pessoal é estabelecido em 49% da receita corrente líquida como determina a Lei de Responsabilidade Fiscal.

Dados

Em 2009, ano que o Estado foi governado por Marcelo Miranda e Carlos Gaguim, ambos do PMDB, (em razão da cassação do primeiro), o gasto com pessoal foi na ordem de R$ 1 bilhão e 780 milhões. No ano eleitoral de 2010 quando Gaguim estava à frente do governo o gasto saltou para R$ 2 bilhões e 172 milhões.

Conforme ainda os números, no primeiro ano do governo Siqueira Campos (2011) quando foram demitidos 15 mil servidores de uma vez só o gasto foi de R$ 2.756.000 milhões. Ano passado o valor deu um salto e foi para R$ R$ 3 bilhões e 19 milhões.