Turismo & Lazer

Foto: Marcio Di Pietro

Um dos principais períodos de movimentação turística no Estado, a temporada de praias leva visitantes e renda a diversos municípios tocantinenses à beira dos rios Tocantins e Araguaia, entre os meses de junho e agosto. O Governo do Estado, em parceria com o Sebrae e o Instituto Social Divino Espírito Santo-Prodivino, vem implementando ações de fortalecimento da estrutura e dos serviços oferecidos nas praias de todo o Estado. Ao todo, o Governo disponibilizou uma linha de crédito de R$ 3 milhões para micros e pequenos empreendedores que tem no período de praia seu maior ganho.

No Estado, diversas prefeituras estão em fase final de estruturação das praias, fechando as programações culturais e se preparando para receber milhares de turistas durante o período de férias, no meio do ano. No município de Peixe, a principal atração é a ecopraia da Tartaruga que em 2012 recebeu uma média de 20 mil turistas por final de semana, conforme o secretário municipal de Comunicação, Beto Naves.

A expectativa para este ano, portanto, é manter esta média e ampliar o conforto oferecido aos turistas vindos de cidades vizinhas como Gurupi, além de Porangatu e Goiânia /GO e Brasília / DF. “Segundo pesquisas esses são nossos principais visitantes”, frisou Naves. Para 2013, segundo o secretário, as parcerias com o Governo do Estado e o Sebrae melhoraram a estrutura das barracas na praia, além de capacitarem os trabalhadores que irão prestar serviço aos moradores e turistas. “A estrutura este ano é a maior possível, com qualidade e conforto. O Sebrae está fazendo o treinamento dos trabalhadores para oferecer melhores serviços nas barracas”, destacou.

Além da Praia da Tartaruga, em Peixe, outros 20 municípios estão recebendo o apoio do Governo do Estado para a implementação da estrutura nas praias. Um deles é Pedro Afonso, onde a praia do Sono deve reunir turistas de diversas partes do Brasil. Com programação diversificada que engloba todos os estilos, a cidade está pronta para receber os visitantes para a temporada deste ano. Uma dessas pessoas é o senhor Pedro Ivo Peres, que mora em Goiânia e frequentemente visita as águas claras do encontro entre os rios Sono e Tocantins. Para ele, as belezas naturais da região são o principal atrativo para os visitantes. “As belezas naturais são realmente o que mais nos atrai. Já fui a outros rios e não há nenhuma comparação com as águas claras e mornas do Tocantins”, comentou.

Além disso, “seo” Pedro frisou que o reencontro com velhos amigos no período em que está na praia em Pedro Afonso é um atrativo à parte em suas visitas às margens do Tocantins. “O reencontro com amigos é sempre muito bom. Eu gosto de pegar um barco e subir o rio até um ponto determinado e comer uma galinha caipira feita na hora por ali”, lembrou.

Licenciamento Ambiental

Cabe ressaltar que os municípios que ficam à beira de rios federais, como o Araguaia e o Tocantins, precisam se apressar para conseguir o licenciamento ambiental junto à Secretaria de Patrimônio da União (SPU), no Tocantins. Para tanto, os prefeitos devem levar toda a documentação pessoal, ata de posse, certificados de quitação de débitos federais e estaduais, além de estar em dia com a Lei de Responsabilidade Fiscal, conforme a Coordenação de Gestão Patrimonial da SPU. Segundo números do departamento, estão com processo aberto pelo menos 34 áreas à beira desses rios, em 24 municípios tocantinenses.