Polí­tica

Foto: Divulgação

O vereador Valdemar Junior (PSD) usou a tribuna na Câmara Municipal de Palmas na sessão desta quarta-feira, 26, para criticar a postura dos parlamentares de oposição que recriminaram a revogação dos contratos de concessão do transporte, anunciado pelo prefeito Carlos Amastha (PP) na coletiva de ontem, 25.

Segundo Valdemar, durante os quatros anos da legislatura passada, como oposição, defendia o direito dos pequenos, dos menos favorecidos e não de uma empresa concessionária que já possui inúmeras irregularidades. “O prefeito Amastha tomou uma atitude para dar claridade ao transporte, e a oposição ainda diz que tem que proteger quem já fez investimentos. A oposição tem que defender o que é melhor para o município, para a população”, destacou.

O parlamentar disse ainda que quando o município alugou na avenida JK, o prédio de propriedade do empresário José Antônio dos Santos Junior (Toninho da Miracema), dono da principal empresa de transporte coletivo da capital, a oposição criticou severamente o prefeito e disse que Amastha estava fazendo uma parceria com o empresário.

“O aluguel do prédio do Toninho foi muito criticado, agora Amastha toma uma atitude para melhorar o serviço precário que é o transporte público e a oposição de novo critica por criticar. A oposição tem que entender que concessão pública não é eterna e que existem prazos ou sob qualquer suspeição de irregularidade pode haver a quebra do contrato”, disse.