Palmas

Foto: Divulgação

“Com qualidade e bons projetos é possível sim dar a cada cidadão o direito de uma moradia digna. E é isso que estamos priorizando nesta gestão”, afirmou o prefeito de Palmas, Carlos Amastha, durante o início das obras de construção de 512 apartamentos, nesta quarta-feira, 10. O prazo para a conclusão é de 18 meses e trata-se do Palmas Vertical Residence North I e II, sendo 256 em cada bloco, localizado na 604 Norte (antiga Arne 71).

O gestor municipal destacou a estrutura diferenciada das novas moradias que vão atender os cidadãos. “Esse projeto possui uma arquitetura diferenciada que atende aos novos padrões; pensamos também na mobilidade, uma quadra que já possui esgoto e também conta com asfalto”, afirmou Carlos Amastha.

Na ocasião, a superintendente regional da Caixa Econômica Federal (CEF), Maria Luzia do Couto Aguiar, ressaltou as responsabilidades da Caixa. “Sempre estamos primando pela qualidade, de maneira que atenda o que é proposto pelo Governo Federal que é a moradia digna”, pontuou Maria Luzia.

Obra

A obra é o primeiro empreendimento habitacional aprovado em 150 dias de gestão do prefeito, representando um investimento superior a R$ 31 milhões, por meio da parceria público-privada formada pela Prefeitura de Palmas, construtora Meridional e Governo Federal, por meio do Ministério das Cidades.

Para o engenheiro e responsável pela construção Marco Faria, o projeto obedece todas as exigências feitas pela Prefeitura.

Beneficiados

O secretário de Habitação, Aleandro Lacerda, explicou que as unidades habitacionais beneficiarão famílias com renda de até três salários mínimos e foram viabilizadas pelo prefeito Carlos Amastha durante audiências realizadas no Ministério das Cidades, no primeiro semestre deste ano, sendo que o contrato foi assinado pelo ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro e pelo gestor municipal durante oEncontro de Prefeitos realizado no mês de maio. (Secom Palmas)