Palmas

Foto: Divulgação

Em entrevista nesta manhã a uma emissora de televisão local, o secretário de Planejamento e Gestão, Adir Gentil, esclareceu que a atual gestão não ultrapassou o limite prudencial com gastos com a folha de pagamento dos servidores. Segundo ele, de janeiro a junho deste ano, a atual gestão tem gastado em torno de 49% da receita com pagamento a servidores.

Gasto menor que o herdado da gestão passada, que, segundo Gentil, era de 51% em dezembro de 2012. O secretário afirmou que houve uma “informação desencontrada” frente ao que foi apresentado na Câmara Municipal de Palmas na última quarta-feira, 14. “Quando assumimos a gestão, o gasto com a folha estava em 51%, então o alerta já estava dado. Hoje se fizermos um balanço de janeiro a junho, estamos com um limite de  gastos na faixa de 49%. Então estamos dentro do limite prudencial e vamos terminar o ano muito abaixo dos 54% que a lei nos permite”, reiterou.

O gastos apresentados na Câmara referem-se ao período de maio de 2012 a abril de 2013. “Vamos enviar nossas demonstrações financeiras para a Câmara Municipal de Palmas e para o Tribunal de Contas do Estado, com o que estamos gastando de janeiro a julho, e todos poderão comprovar que estamos abaixo de 50% com gastos com a folha”, reiterou Gentil.

Para evitar problemas futuros, o secretário disse que a atual gestão tem investido em capacitação dos servidores, aumentando dessa forma a produtividade, e pretende diminuir o número de servidores contratados. “Vamos realizar também concursos, e, com isso, vamos diminuir os gastos com impostos que são menores para os efetivos”, disse, enfatizando ainda que a gestão está modernizando a Prefeitura, limpando a cidade, investido em construção de escolas e outras obras.