Estado

Foto: Elson Caldas Mototaxistas estiveram na manhã desta terça-feira na Assembleia Legislativa de Palmas Mototaxistas estiveram na manhã desta terça-feira na Assembleia Legislativa de Palmas

Os cerca de 3,5 mil mototaxistas em atividade no Tocantins comemoram o benefício da isenção do imposto para aquisição de motocicleta nova. O projeto de lei, de autoria do governo do Estado foi aprovado nesta terça-feira, 10, na Assembleia Legislativa do Tocantins, e segue agora para sanção do governador Siqueira Campos.

Segundo a categoria, a isenção do Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação (ICMS) era um sonho antigo de todos que trabalham na atividade de mototaxi. A lei aprovada permite que os profissionais comprem, reduzido o valor equivalente ao ICMS, veículos de 125 a 150 cilindradas.  

Mototaxistas de diferentes municípios lotaram as dependências da Assembleia destinadas ao acompanhamento das sessões, com faixas em agradecimento ao governo e parlamentares pela aprovação da lei. 

O presidente do Sindicato dos Mototaxistas, Motoboys e Motofretistas de Palmas, Pedro Tito Neto, comemorou. “Hoje, o governador, como autor desse projeto, fez algo fantástico para a nossa categoria, porque nós vamos conseguir esse benefício de 17% a menos na compra de uma moto”, afirmou.

Para ele, a conquista representa o reconhecimento profissional. “Ganhar dignidade, ganhar reconhecimento por parte do poder público e ainda ganhar dinheiro com isso, não é qualquer lugar e nem qualquer momento. Hoje é um dia histórico para a nossa classe. Hoje nós só temos a comemorar, a agradecer ao Governador de coração”, declarou.

Mototaxista em Palmas, Paulo Roberto Gonçalves já prevê economia de mais de R$ 2 mil na compra de uma nova moto para trabalhar. Segundo ele, o último veículo que comprou custou R$ 9.350,00. Agora, pelos cálculos que faz, a mesma moto, sem o ICMS, deve custar em torno de R$ 7 mil. “Vai ser possível que a gente troque de moto a cada dois anos e a moto nova vai resultar em mais qualidade no transporte dos passageiros”, disse. (ATN)