Estado

Foto: Divulgação

Às margens do lago Paranoá, no Grupamento de Fuzileiros Navais de Brasília, a Marinha do Brasil agraciou a presidente do Tribunal de Justiça do Tocantins, desembargadora Ângela Prudente, na sexta-feira, 13, com a Medalha Mérito Tamandaré. A entrega da honraria, que celebra o Dia do Marinheiro, seguiu a rigor os ritos militares incluindo a salva de tiros, engrandecendo a manhã de homenagens.

O evento que contou com as presenças do Almirante de Esquadra Júlio Soares de Moura Neto, comandante da Marinha e do ministro de Estado da Defesa, Celso Amorim, também foi acompanhado por familiares da desembargadora, pelo comandante do 7º Distrito Naval, vice-almirante José Carlos Mathias, pelo capitão dos Portos do Araguaia-Tocantins e diversas autoridades civis emilitares do Brasil.

A desembargadora Ângela Prudente recebeu a Medalha das mãos do Ministro do Superior Tribunal Militar, Álvaro Luiz Pinto, que a parabenizou pela homenagem. Para a desembargadora foi um momento muito importante. “É com muita honra que recebo a Medalha Tamandaré, por ser uma honraria de tão distinta instituição, como a Marinha do Brasil”, declarou a presidente do TJTO.

A honraria é dedicada a autoridades, instituições e personalidades que tenham prestado relevantes serviços na divulgação e fortalecimento das tradições da Marinha do Brasil, honrando seus feitos ou realçando seus vultos históricos. Medalha Tamandaré

A Medalha Mérito Tamandaré é entregue preferencialmente no dia 13 de dezembro, Dia do Marinheiro, ou próximo a data. A Honraria foi instituída pelo decreto Nº 42.111, de 20 de agosto de 1957, pelo então presidente Juscelino Kubitschek.