Estado

Foto: Divulgação

Começou nesta última segunda feira, 17, o recredenciamento dos CFCs (Centro de Formação de Condutores). O processo é uma determinação da instrução normativa n° 001 de janeiro de 2014 e tem por objetivo assegurar a legalidade dos Centros de Formação.

Os representantes dos CFCs deverão se dirigir à sede do Detran-TO para entregar a documentação de entrada do processo de recredenciamento  - que consta na instrução normativa. O horário de atendimento é de 12h30m às 18h30m e o prazo máximo é até o dia 28 de fevereiro. A partir de 05 de março as estruturas físicas e os veículos dos CFCs, que tiverem entregado a documentação corretamente, serão vistoriados. De 15 até 31 de março, será realizada a consolidação das informações nos sistemas e a emissão das taxas e publicação dos alvarás em Diário Oficial do Estado.

Atualmente os 128 CFCs do Estado do Tocantins estão em situação de total legalidade, de acordo com a resolução 358 do Conselho Nacional de Transito (Contran). Os CFCs que não se recredenciarem estarão impossibilitadas de atuar no Estado.

Marcos Monteiro, sócio proprietário de um CFC da capital fala sobre o trabalho de recredenciamento, “o processo é louvável, uma vez que regulariza o mercado e proporciona uma concorrência justa entre as empresas”, afirmou.

Neste ano o processo de recredenciamento será mais prático, como o coordenador de credenciamento do Detran-TO, Fábio Ruiz, explica. “Graças ao trabalho de credenciamento junto aos CFCs, executado em 2013, neste recredenciamento foi possível diminuir o volume de documentos solicitados”.