Polí­cia

Foto: Ascom SSP

A Polícia Civil, por intermédio da Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores (Derfrva) autuou em flagrante delito na tarde desta terça-feira, 11, duas pessoas acusadas pela receptação de aparelhos celulares smartphones, os quais haviam sido roubados por uma quadrilha no final do ano passado. 

Conforme o delegado Reginaldo de Menezes Brito, no dia 21 de novembro de 2013, a PC deu início às investigações visando apurar crimes de roubos a residências, que estavam sendo praticados por uma quadrilha especializada em Palmas. Os elementos adentravam nas residências empunhando armas de fogo e usando de extrema violência, amarravam os moradores em um dos cômodos da casa e subtraíam veículos, joias, dinheiro e eletro eletrônicos.

Segundo a polícia, após a ação criminosa, os carros eram repassados a um corretor que os comercializava a preços muito abaixo dos praticados no mercado, na capital. 

No decorrer das investigações, a PC recuperou dois automóveis roubados e conseguiu identificar os integrantes da referida quadrilha. Foi representada e efetuada a prisão preventiva dos indivíduos, no dia 18 de dezembro de 2013. Dos quatro acusados presos, 03 foram localizados na Unidade de Regime Semiaberto, onde cumpriam pena em Palmas.

Dando sequências às investigações para localizar os celulares roubados, foi representado pela interceptação dos e-mails dos aparelhos, o que possibilitou que os agentes identificassem um homem e uma mulher, que estavam de posse dos telefones e na manhã de hoje, ambos foram conduzidos a delegacia onde foram autuados pelo crime de receptação. 

Os aparelhos serão submetidos à perícia oficial do Estado e logo após, serão restituídos ao seu legítimo proprietário. Para o Delegado Reginaldo, o trabalho realizado pelos policiais da Derfrva com apoio do Departamento de Estratégia e Inteligência da Polícia Civil, é importante para a redução dos crimes de roubos e receptação em Palmas.

“Com base no depoimento dos dois autuados, nós pretendemos chegar ao corretor que é o responsável pela venda de eletro eletrônicos roubados dessa quadrilha. Por meio dos trabalhos investigativos desenvolvidos, mais uma organização criminosa está sendo desbaratada e consequentemente, o número de receptadores de mercadorias roubadas também irá diminuir, e com isso quem tem a ganhar é a população”, frisou. (Ascom SSP)