Polí­cia

Foto: Ascom SSP

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa sob o comando do delegado, João Sérgio Kenupp prendeu nesta segunda-feira, 14, Eduardo F. C., 20 anos e Istarline R. de A., 18 anos e indiciou, por mais um homicídio, Maikon D. da S., 20 anos que já estava preso. Os três são acusados de matar a vítima, Cássio Magno da Silva Lopes, 20 anos.

Os três presos são suspeitos de promover um tiroteio no Hospital Geral Público de Palmas na madrugada do dia 18 de janeiro deste ano. A vítima e os acusados, segundo a polícia, pertenciam a grupos rivais que brigavam por território de droga na região norte da capital. Ainda estão foragidos, Gledson S. de O., 21 anos e Joabe P. de L. 26 anos.

De acordo com o delegado, a vítima pertencia a outro grupo e foi morta para vingar a tentativa de homicídio contra, Wenyl P.da S.M 29 anos que também está preso acusado de homicídio.

A acusada, Istarline foi encaminhada para o presídio feminino, em Taquaralto e Eduardo foi encaminhado para a Casa de Prisão Provisória de Palmas e colocados à disposição do Poder Judiciário. (Ascom SSP)