Cultura

Foto: Divulgação

No mês das mães, o filme “O Renascimento do parto” estará em cartaz no CineSesc Palmas, em sessões gratuitas e didáticas. A exibição faz parte de um projeto desenvolvido na maternidade pública de Palmas, o hospital Dona Regina, que incentiva o parto humanizado. As primeiras sessões serão nos dias 6, 7 e 8 de maio, às 19h30.

Lançado em abril deste ano, o Projeto Maternidade Dona Regina pelo Parto Natural tem o objetivo de incentivar a prática do parto natural e mostrar a os benefícios e vantagens a mulheres e casais.

O filme será exibido nesta semana e nos dias 20 (às 18h30), 21 e 22 de maio (19h30). Na terça-feira (20/05), haverá um debate com profissionais da área da saúde. A intenção é que, após cada exibição do filme, pelo menos dois profissionais da área (obstetra, enfermeira obstetra, fisioterapeuta/Doula, pediatra) estejam presentes para solucionar possíveis dúvidas do público. 

Projeto pelo Parto Natural

O Hospital e Maternidade Dona Regina conta com uma equipe multidisciplinar e materiais que garantem o parto humanizado, com a presença de acompanhante de livre escolha da mulher durante todo o processo do antes durante e depois do parto até a alta.

No parto humanizado, o atendimento é centrado na mulher, que é tratada com respeito e de forma carinhosa, podendo desfrutar da companhia da família, caminhar, tomar banho de chuveiro ou banheira para aliviar as dores. As intervenções de medicamento, aceleração do parto ou mesmo o tradicional corte vaginal acontece somente quando é estritamente necessário. 

Hoje no Brasil são realizados 80% de cesáreas em hospitais particulares. Na rede pública este número cai para cerca de 45%, mas o número de nascimentos por parto normal ainda está muito abaixo do recomendado pela Organização Mundial da Saúde, que estipula uma média de 15% de cesáreas, ou seja, a cada 100 mulheres que engravidam no máximo 15 teriam um motivo real para ser submetida a uma cirurgia.

O Ministério da Saúde tem implementado inúmeras ações nestes últimos anos com o objetivo de diminuir as taxas de mortalidade materna e neonatal. Os números do Hospital e Maternidade Dona Regina mostram a grandiosidade da unidade hospitalar e a importância em incentivar o parto natural. Só no ano de 2013 foram registrados 24.736 atendimentos, sendo realizado 4.968 partos dos quais 2.601 foram normal e 2.367 cesárias. (Ascom Sesc)