Estado

Foto: Divulgação

O procurador Geral do Estado, André Luiz de Matos foi indicado pelo governador Sandoval Cardoso (SD) para a vaga de conselheiro no Tribunal de Contas do Estado deixada por Herbert Brito que se aposentou. A indicação já foi encaminhada para a Assembleia Legislativa para análise dos deputados.

Segundo informou o presidente da Assembleia legislativa, Osíres Damaso a indicação só será analisada na Casa de Leis na próxima semana já que maioria dos parlamentares está participando de evento da Unale fora do Estado. “ Já recebemos e vamos analisar na semana que vem”, frisou. O governo tem maioria absoluta na Casa de Leis para aprovar a indicação.

A vaga de Herbert é de livre  nomeação do governador mas o TCE indicará nos próximos dias outra lista tríplice desta vez para a vaga que era ocupada irregularmente por Leide Mota. Sete procuradores se habilitaram para a vaga mas o critério será de antiguidade.

Ano passado o procurador chegou a ser alvo de uma representação no Ministério Público Estadual por parte de um advogado que alegou prática de nepotismo e de contratação inconstitucional. O caso gerou polêmica e teve contornos familiares já que envolvia  o processo que segue em segredo de justiça e envolve o autor da ação, ex-marido da irmã do procurador.

Indicado

O indicado seguiu carreira no Exército Brasileiro, onde permaneceu por 14 anos e chegou à patente de capitão. Advogado, professor de Direito, integra os quadros da Procuradoria Geral do Estado do Tocantins desde 2007. Foi reitor da Fundação Universidade do Tocantins(Unitins) de março a dezembro de 2010.