Estado

Foto: Divulgação

Desde as 07 horas da última terça-feira, 13, manifestantes bloqueiam a TO-110 no trecho que liga o município de Combinado a Lavandeira. Rui Barbosa Costa, representante da manifestação, afirmou ao Conexão Tocantins na manhã desta quarta-feira, 14, que o protesto em prol da melhoria da TO não tem hora determinada para término e afirmou que o movimento só terá fim, após respostas das autoridades.

Segundo Rui, cerca de 1000 pessoas integram a manifestação e só está sendo permitida a passagem de ambulância no local. “Só passa saúde, só ambulância”, disse ele. Os manifestantes já queimaram pneus e ameaçam queimar muito mais, segundo o representante. “Tem de 600 a 1000 pessoas aqui, estão querendo colocar fogo em tudo, nos caminhões, nos ônibus, nos carros do leite, é o povão e quem controla é só Deus”, afirmou.

Rui disse que a TO-110 só será liberada após respostas das autoridades. “O governo tem que vim trazer as máquinas para arrumar as estradas, enquanto não chegar uma definição para arrumar as estradas, nos não liberaremos”, frisou.

A Polícia Militar está acompanhando a manifestação.

Agetrans

Segundo à Agência de Máquinas e Transportes (Agetrans) a reconstrução do pavimento asfáltico e revitalização da sinalização horizontal e vertical da TO-110 já teve início, conforme convênio firmado entre o Governo do Estado e o Exército Brasileiro, para a recuperação de 239 km de rodovias na região Sudeste. 

Ainda segundo o órgão, no momento o cronograma de execução está em andamento na TO-110, trecho: Taguatinga/Ponte Alta do Bom Jesus. Para a próxima semana será intensificado o cronograma, com o início dos trabalhos de outra frente de serviço, nesta mesma rodovia, no trecho: Taguatinga sentido Combinado.

A Agetrans lembra aos condutores que utilizam a rodovia que não há desvio. (Matéria atualizada às 11h33)