Saúde

Foto: Valério Zelaya

A Campanha de Vacinação contra a Raiva, promovida no Dia D, sábado 24, alcançou cerca de 90% dos cães e gatos que deveriam ser vacinados em Palmas. Para os animais que não receberam a imunização, a vacina continuará disponível no Centro de Controle de Zoonoses de Palmas (CCZ).

Em Palmas, conforme dados do CCZ, foram vacinados 16.410 cães e 3.359 gatos, quando a meta era vacinar 18.254 cães e 4.192 gatos. Para o coordenador do CCZ, José Miranda, a Campanha alcançou resultados positivos, uma vez que em apenas um dia cerca de 90% do total de animais foram imunizados. Miranda ressalta ainda que é importante que as pessoas que não levaram seu animal para vacinar, procurem o CCZ e assim garantam a saúde do animal.

A veterinária do Centro de Controle de Zoonozes (CCZ), Fernanda de Castro Santana, explica que devem ser vacinados cães e gatos a partir de um mês de idade. Ainda segundo a veterinária, em Palmas não há registros de raiva humana. “Isso se deve principalmente ao fato das campanhas de imunização realizadas anualmente de cães e gatos”, frisa.

Zona Rural

Na Zona Rural a campanha já foi iniciada no dia 05 de maio e continua até o dia 18 de junho. Para abranger toda a zona rural, uma equipe de imunização está percorrendo fazendas e chácaras com auxílio de agentes comunitários de saúde que atuam nestas regiões. A meta é vacinar 2.714 cães e 800 gatos.

A Raiva

A Raiva é uma zoonose causada por vírus da família Rhabdoviridae, que tem como principal reservatório os animais mamíferos. É uma doença infecto-contagiosa aguda fatal, caracterizada principalmente por sinais nervosos de agressividade e paralisia, sendo considerada uma das mais graves zoonoses descritas, porém, pode ser prevenida através do uso de vacinas.

A vacinação é uma das principais ações de controle da raiva no mundo, sendo responsável pela redução do número de casos de raiva animal, e consequentemente, da raiva humana.

Transmissão

A transmissão do vírus da raiva ocorre pelo contato da saliva do animal doente com a pele ou mucosas lesadas (mordedura ou arranhadura). Os principais animais responsáveis pela transmissão da raiva são: cães e gatos e morcegos hematófagos. (Secom Palmas)