Polí­tica

Foto: Divulgação

A eleição da presidência e mesa diretora da Câmara de Palmas acontecerá até o final deste mês e as articulações ainda são brandas nos bastidores. Alguns nomes começam a se manifestar com interesse de comandar  legislativo municipal porém sem confirmações de candidaturas.

Apenas vereadores da base cogitam disputar: Marilon Barbosa, Rogério Freitas (PMDB), José do Lago Folha Filho (PTN) e até Joel Borges do PMDB. A oposição não tem nenhum nome colocado e tenta articular para conseguir uma composição. Atualmente pelo menos 16 vereadores são da base.

O presidente da Casa, Major Negreiros (PP) terminará o mandato até o final deste ano e o novo eleito assumirá apenas em janeiro do próximo ano. A antecipação foi para evitar qualquer influência política na eleição.

PR na base

A adesão do PR à base do prefeito pode ajudar na eleição. O partido vai indicar o suplente Milton Neris para a Secretaria Executiva de  Governo  e Relações Institucionais para trabalhar junto à Câmara. “O prefeito me fez o convite e vou terminar o trabalho do partido até as convenções e depois do dia 30 devo assumir”, disse Neris ao Conexão Tocantins.

 Neris conta que já vem ajudando a gestão e que assumir o cargo vai ser apenas a oficialização da adesão. “ Quero ajudar a resolver demandas políticas e estreitar relações complementando o trabalho que o Adir tem feito”, frisou.

O vereador José Hermes Damaso já está na base do governo mas Lúcio Campelo já avisou que permanecerá na oposição mas avisou: “ Não vou ser empecilho para o partido poder contribuir na gestão. Minha posição é pessoal”, garantiu.