Estado

Foto: Divulgação

Acontece nesta quinta-feira, 26, às 10h na sede do Ministério Público do Estadual (MPE), a assinatura do termo de cooperação técnica que transforma a operação Pró-consumidor em um projeto de caráter contínuo. Participam do evento, além de membros do MPE, representantes dos órgãos parceiros: Vigilância Sanitária, Procon, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e Delegacia Especializada de Defesa do Consumidor.

A primeira edição da operação Pró-consumidor aconteceu em 2007. Desde então, atendendo as solicitações feitas pelos Promotores de Justiça do Estado, 38 cidades de todas as regiões do Tocantins foram percorridas nas vistorias. Mais de 133 toneladas de produtos foram apreendidas.

Como funciona

Coordenada pelo Ministério Público, por meio Centro de Apoio Operacional do Consumidor (Caocon), a operação Pró-consumidor consiste em vistorias a estabelecimentos comerciais e industriais para verificar o cumprimento das leis sanitárias e das leis que regem as relações de consumo. Também visa educar os empresários e consumidores quanto aos seus direitos e deveres.

A operação envolve, sobretudo, vistoria a supermercados, açougues, padarias, postos de combustíveis, pontos de vendas de Gás Liquefeito de Petróleo (GLP), farmácias e pontos de venda de leite in natura.

Após as vistorias, o Caocon emite um relatório minucioso ao Promotor de Justiça que requereu a operação em sua Comarca, documento que lhe serve como referência para as providências judiciais e extrajudiciais cabíveis.