Cultura

Foto: Divulgação

O Presidente da Fundação Cultural de Palmas, Gerson Alves, esteve na última terça-feira, 01, em Brasília, no lançamento do projeto “Brasil de Todas as Telas” do Ministério da Cultura e Agencia Nacional do Cinema (Ancine), que contou com as presenças da presidente Dilma Rousseff e da ministra da Cultura, Marta Suplicy.

Na parte da manhã, Gerson Alves esteve com representantes do MinC para tratar de assuntos relacionados ao Vale Cultura e a implantação do mesmo em Palmas. À tarde, no Palácio do Planalto, o presidente da FCP participou do lançamento do evento, que contou também com a participação do vice-presidente Michel Temer; o presidente da Ancine, Manoel Rangel; o chefe da Casa Civil, Aloísio Mercadante; o governador do Ceará, Cid Gomes; e o cineasta, Roberto Moreira. Além de ministros, governadores, artistas, diretores, atores e agentes culturais.

Estruturado em quatro eixos, o "Brasil de Todas as Telas" tem como objetivo expandir o mercado interno, universalizar o acesso da população aos serviços audiovisuais com investimento em produção, distribuição e programação de conteúdos.

Serão R$ 480 milhões para produção, distribuição e programação de conteúdos, relativos ao orçamento de 2014 do Fundo Setorial do Audiovisual. A estes recursos, somam-se outros R$ 413 milhões, além de R$ 310 milhões disponibilizados para a implantação e digitalização das salas de cinemas, no programa "Cinema Perto de Você". 

Formulado com base no Plano de Diretrizes e Metas para o Audiovisual, o "Brasil de Todas as Telas" é uma parceria entre o Ministério da Cultura (MinC), a Agência Nacional do Cinema (Ancine) e representantes do Comitê Gestor do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA).

Gerson Alves reforça que esse é um momento histórico para o audiovisual nacional e que está muito satisfeito de a Fundação Cultural de Palmas participar deste momento. Na ocasião, a presidenta Dilma Rousseff exaltou a importância do programa para o fortalecimento da indústria audiovisual e afirmou que a inclusão social também tem que ser uma inclusão cultural para ter o cidadão respeitado em sua integridade.

"Esse fundo de R$ 1,2 bilhão é o maior programa de apoio audiovisual já implementado, pelo volume de recursos e pelo conjunto de iniciativas", disse. "Quando a gente vive uma cerimônia como essa a alma fica mais leve. A cultura permite ver como a vida é diversa. O que seria de nós sem cultura? Não seríamos humanos", completou a presidente Dilma. (Secom Palmas)

Por: Redação

Tags: Gerson Alves