Cultura

Foto: Divulgação A atriz Irene Ravache interpreta uma personagem que foi torturada no filme de abertura da Mostra A atriz Irene Ravache interpreta uma personagem que foi torturada no filme de abertura da Mostra

Com o objetivo de promover o debate sobre os direitos humanos por meio da linguagem audiovisual, o Ministério da Cultura e a Universidade Federal Fluminense realizam em Palmas, a partir desta sexta-feira, 14, a 9ª Mostra de Cinema e Direitos Humanos no Hemisfério Sul. A abertura do evento será no Cine Sesc, às 20h. A entrada é gratuita.

O primeiro filme a ser exibido na mostra será o brasileiro “Que bom te ver viva”, que relata a história de ex-presas políticas que foram torturadas durante o regime militar e sobreviveram para compartilhar suas experiências. No sábado, a programação tem início às 14 horas com mostra competitiva. Ao todo, mais de 30 filmes serão exibidos até o fim da mostra no dia 19.

O projeto, que neste ano tem como tema Memória e Verdade, teve início em 2006 e hoje acontece em todas as capitais brasileiras. Nos filmes exibidos serão abordados assuntos como: direito das pessoas com deficiência; população negra; mulheres; segurança pública e não-violência; democracia; crianças e adolescentes; dentre outros.

No Tocantins, a Secretaria de Estado da Educação e Cultura (Seduc) apoia o evento com a mobilização de educadores e estudantes das unidades de ensino da rede estadual. Nos dias 17, 18 e 19 os alunos poderão assistir aos filmes da sessão escola.

Para conferir a programação completa da mostra, basta acessar http://www.mostracinemaedireitoshumanos.sdh.gov.br/2014/pt/?q=cidade/palmas-to ( Ascom/Seduc)