Educação

Foto: Imagem ilustrativa/da web

Neste ano foram realizadas diversas discussões sobre os 50 anos do Golpe e Militar e a Ditadura Civil-Militar. Dando continuidade ao debate do tema no Estado, será realizada a Semana por Memória, Verdade e Justiça no Tocantins, entre os dias 8 a 12 de dezembro, com programação em Palmas e Porto Nacional.

A abertura do evento será às 19 horas, no campus da Universidade Federal do Tocantins (UFT), em Porto Nacional, no auditório do Bloco III. A palestra de abertura terá como tema O golpe 50 anos depois: o que resta da ditadura?, que será ministrada pelo professor doutor da Universidade Federal de Goiás (UFG) Davi Maciel.

A Semana conta ainda com discussões sobre os impactos da ditadura militar na região Norte do País, a violência institucional no Brasil e na América Latina, cinema e resistência e milagre econômico e lutas dos trabalhadores. Também terão grupos de discussões, lançamento de livros e documentário, oficinas e minicursos.

Os interessados podem fazer as inscrições, que são gratuitas, pelo site (http://semanadehistoria.webnode.com). Os participantes receberão certificado de 40 horas.

Documentário

No dia 10, será o lançamento do documentário Labirinto de Papel, no Cinesesc Palmas, no Centro de Atividades do SESC, às 19 horas. O documentário apresenta informações sobre a ditadura no Estado e o trabalho da equipe do projeto Memória, Verdade e Justiça no Tocantins.

Organização

A Semana é uma organização do Centro de Direitos Humanos de Palmas (CDHP), através do projeto Memória, Verdade e Justiça no Tocantins, em parceria com a Comissão de Anistia do Ministério da Justiça. O evento conta com apoio do curso de História da UFT, campus de Porto Nacional. 

Programação da Semana por Memória, Verdade e Justiça no Tocantins

08/12 (segunda-feira)

18h30 - Inscrições e Credenciamento

19 horas - Palestra de abertura: O golpe 50 anos depois: o que resta da ditadura – palestrante o professor doutor da Universidade Federal de Goiás (UFG) David Maciel

Local: UFT de Porto Nacional - auditório do bloco III 

09/12 (terça-feira)

8h30 – Mesa-redonda: Ditadura, memória e reparação - Comissão da Memória, Verdade e Justiça do Tocantins e justiça de transição – debatedores são os professores doutores da UFT Aline Salles, Gleys Ially Ramos e César Figueiredo

Local: UFT de Porto Nacional

14 horas - Grupos de discussão:

GD1 – parte 1: Ditadura Militar/Empresarial no Brasil e a educação escolar – com o professor Vinícius Luduvice

GD2 – parte 1: Ditadura Militar/Empresarial no Brasil e a Constituição de 1988 – com o professor Jeffirson Ramos

Local: UFT de Porto Nacional

19h30 – Mesa-redonda: Ditadura militar na região Norte do País: o que dizem camponeses e indígenas? – debatedores são a quebradeira de coco Cleudineusa Oliveira, de São Domingos do Araguaia (PA); e os indígenas Tiapé Suruí e Winurru Suruí

Local: UFT de Porto Nacional

10/12 (quarta-feira)

8h30 – Mesa-redonda: Violência institucional no Brasil e na América Latina – debatedores são os professores doutores da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) Vera Lucia Vieira e Nilo Dias de Oliveira

14 horas - Grupos de discussão, oficinas e minicursos

Oficina – Módulo 1: A infância silenciada, um panorama histórico e jurídico da questão social da infância no Brasil – com os professores Eribelto Castilho e Danielle Rocha da PUC-SP

GD1– parte 2: Ditadura Militar/Empresarial no Brasil e a Educação Escolar – com o professor Vinícius Luduvice

GD2 – parte 2: Ditadura Militar/Empresarial no Brasil e a Constituição de 1988 – com o professor Jeffirson Ramos

Local: UFT de Porto Nacional

19 horas - Lançamento do documentário Labirinto de Papel

Mesa redonda: Cinema e resistência - as narrativas da região Norte do País – professor mestre da Universidade Federal do Pará (UFPA) Augusto Sarmento e a coordenadora do projeto MVJ/TO e integrante do Comitê por Memória, Verdade e Justiça do Tocantins, Patrícia Barba Malves

Local: Cinesesc Palmas, no Centro de Atividades do SESC

11/12 (quinta-feira)

8h30 – Mesa-redonda: Ensino de História, ditadura e direitos humanos – palestrantes são os professores doutores da UFT Patricia Sposito Mechi e Juliana Ferrado e o professor mestre e membro da coordenação do Centro de Direitos Humanos de Palmas (CDHP) Romeu Feix

Local: UFT de Porto Nacional

14 horas - Oficina - módulo 2: A infância silenciada um panorama histórico e jurídico da questão social da infância no Brasil – com a professora doutora da PUC-SP Danielle Rocha e o professor mestre da PUC-SP Eribelto Castilho

Local: UFT de Porto Nacional

19h30 – Mesa-redonda: Ditadura e jornadas de junho de 2013 - Eugênio Paz, membro da Ação Libertadora Nacional (ALN) como comandante Clemente; professora doutora da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) Débora Cristina Goulart; e o professor doutor da Universidade Federal Fluminense (UFF) Wanderson Fábio de Melo

Local: UFT de Porto Nacional

12/12 (sexta-feira)

8h30 - Lançamento revista do Núcleo de Estudos de Ideologias e Lutas Sociais do Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais da PUC-SP

9 horas – Mesa-redonda: Milagre econômico e lutas dos trabalhadores – com os professores da PUC-SP Danielle Rocha e Eribelto Castilho e o professor mestre da Universidade Federal de Roraima (UFRR) Rodrigo Chagas

Local: UFT de Porto Nacional

14 horas – Oficina 2: A literatura infantil como alegoria de resistência – com o professor mestre do Instituto Federal do Tocantins (IFTO) Luciano Gonçalves

Local: UFT de Porto Nacional

19h30 - Lançamento do livro Ideologia nacional e nacionalismo do professor doutor da PUC-SP Lucio Flávio Rodrigues de Almeida

20 horas – Palestra de encerramento: O golpe faz 50 anos. E agora? – palestrante Lucio Flávio Rodrigues de Almeida da PUC-SP

Local: UFT de Porto Nacional (Ascom ) 

Por: Redação

Tags: Porto Nacional, UFT