Polí­cia

Foto: Divulgação

O vendedor ambulante Romário C. N., 23 anos, natural de Juazeiro do Norte (CE), foi preso em flagrante na manhã desta segunda-feira, 8 de dezembro, em Pedro Afonso, por uma equipe do 3º Batalhão da Polícia Militar. Com ele foi apreendido um aparelho celular avaliado em R$ 700,00 e um par de sapatos que custou R$ 150,00.

Segundo a Polícia Civil, o rapaz que estava na cidade com outras pessoas, se passava por funcionário de uma empresa que atua na ampliação de fotos e venda de quadros, e ao entrar nas residências aproveitava para furtar.

Romário N. foi preso após uma ligação para o telefone 190 da Polícia Militar informando que ele havia entrado sem autorização em uma casa na Rua da Liberdade, no Setor Bela Vista, e levado um celular. Uma moradora flagrou o rapaz no momento em que ele saia da residência e fechou a porta. Em seguida sua irmã ligou para a PM que foi até o local, onde ele foi detido e levado para averiguações na Delegacia de Polícia Civil.   

Após ser interrogado, Romário N. confessou que tinha furtado o celular e escondido entre telhas em um local próximo à casa de onde furtou o aparelho. Com o rapaz também foi encontrado um par de sapatos que foi levado da sede da Associação Santa Rita, na zona rural de Bom Jesus do Tocantins, na última semana.

O acusado foi autuado por furto e permanece detido na carceragem da Delegacia de Polícia Civil de Pedro Afonso à disposição da justiça. Ele já tinha passagem pela polícia por roubo qualificado.

Crime ambiental

No momento em que Romário N. era ouvido na Delegacia de Polícia Civil chegou ao local Francisco Vitorino Brasil, 54 anos, também natural de Juazeiro do Norte (CE), que se identificou como patrão do rapaz preso por furto. A equipe da PM então resolveu revistar a caminhonete conduzida pelo também vendedor ambulante.

Após verificação na carroceria do veículo, os policiais militares encontraram seis papagaios dentro de duas caixas de papelão e dois curiós, cada um numa gaiola. Os pássaros estavam machucados.

Diante da constatação do crime ambiental, a Polícia Civil lavrou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e Francisco Vitorino Brasil ainda foi multado em R$ 4 mil pela equipe da Companhia Independente de Polícia Militar Rodoviária e Ambiental.

As aves serão encaminhadas para um local em Palmas ou Araguaína nesta terça-feira, 9 de dezembro. (Ascom PM)

Por: Redação

Tags: Polícia, Polícia Militar