Polí­tica

Foto: Divulgação

A  juíza eleitoral Edssandra Barbosa da Silva Lourença da Zona Eleitoral de Natividade cassou os mandatos do prefeito de Chapada de Natividade, Djalma Rios (PSD) e o vice-prefeito Renato de Neli (PMDB) por abuso de poder político e econômico além de captação ilícita de sufrágio e corrupção eleitoral. O presidente da Câmara Municipal de Chapada da Natividade deve assumir o comando da prefeitura.

Além do gestor ter construído cacimbas no Projeto de Assentamento Xobó em período vedado pela justiça eleitoral um caminhoneiro deu depoimento á justiça afirmando que realizada a mando do prefeito a locomoção de eleitores e materiais de construção da cidade até a zona rural além de outros locais. A justiça considerou que a intenção era privilegiar e conquistar eleitores.

Uma nova eleição já foi convocada para o município e o Tribunal Regional Eleitoral – TRE deve definir a nova data.

O prefeito Djalma preferiu não comentar a decisão mas sua defesa trabalha para tentar recorrer da cassação.