Estado

Foto: Divulgação Secretário da Educação, Adão Francisco Secretário da Educação, Adão Francisco

A Secretaria Estadual da Educação – Seduc terá que contratar dois mil professores para atuar nas salas de aula este ano. O processo de seleção será feito através de análise curricular, segundo informou ao Conexão Tocantins o secretário da Educação, Adão Francisco na manhã desta terça-feira, 13.

“O déficit é de 2 mil professores e a forma de seleção será através da análise do currículo”, disse. Segundo o secretário a maior dificuldade que encontrou na pasta é o que chamou de “esvaziamento da força da Secretaria”. “A Secretaria perdeu potência”, disse.

Ele disse que é difícil entender a falta dos poucos percentuais de recursos obrigatórios destinados para a área. Um deles é o repasse do Fundeb que resultou numa ação por parte do Sindicato dos Trabalhadores em Educação – Sintet para apurar as responsabilidades com relação ao recurso.

O secretário revelou ainda que terá três metas iniciais: a revisão do Plano Estadual de Educação, ampla revisão no currículo do Ensino Médio e também o cumprimento das eleições para diretor das escolas que só deve ser realizada em meados de outubro. “Vamos tentar fazer esse ano porém vamos ser se é possível”, frisou.

O secretário disse ainda que analisa as condições para retornar com a Feira Literária do Estado- a Flit que deixou de ser realizada pela gestão anterior. O retorno da antiga Feira do Livro, criada na gestão anterior de Marcelo Miranda, foi uma das promessas de campanha.