Saúde

Foto: Divulgação

Você sabia que existe o Dia Mundial do Sono? Isso mesmo! É celebrado na data de 16 de março. E ao dizer que “criança que dorme cresce mais”, a sabedoria popular acertou. Mas faltou dizer que dormir bem e acordar cedo ajuda crianças e adolescentes a crescer bem, prevenir a obesidade e até lidar melhor com frustrações. Aproveitando o momento de férias para recarregar as energias, especialistas listaram seis razões para começar uma rotina e colocar disciplina na hora de dormir do seu filho. Dormir bem, portanto, ajuda a:

1. Ser menos ansioso

Segundo pesquisa da Universidade do Colorado, nos Estados Unidos, com crianças de dois anos e meio e três. os pesquisadores descobriram que os níveis de ansiedade e irritação aumentam quando as crianças saem da rotina e perdem uma soneca. Ao mesmo tempo, cai a capacidade infantil de lidar com frustrações. Por isso é preciso criar uma disciplina para dormir sempre no mesmo horário, o que influencia a qualidade do sono.

2. Prevenir a obesidade

Segundo um estudo realizado pela Universidade do Sul da Austrália as crianças que dormem mais cedo e, consequentemente, também acordam mais cedo, são mais ativas e magras que aquelas que vão pra cama tarde, mesmo com a mesma quantidade de sono. Adolescentes que dormem tarde não compensam a necessidade de sono adequadamente.

3. Melhorar o desempenho escolar

O pediatra Gustavo Moreira, do Instituto do Sono, explica que o sono adequado ajuda a memória e a capacidade de aprendizagem. Para o médico, as crianças e adolescentes devem ter horários regulares para dormir e, no final de semana, esta rotina não pode variar muito, para não gerar um débito de sono.

4. Ter um crescimento adequado

Outra característica do sono adequado é a produção do hormônio de crescimento o GH. A maior produção do GH é sempre à noite, das 21 às 4 horas da manhã. “Quando a criança, por vários motivos, não está na cama neste horário, a produção de GH declina e ela pode crescer menos”, explica Gustavo Moreira.

5. Manter os ossos fortes

Ao dormir e acordar tarde, crianças – e principalmente os bebês – perdem a maior fonte de vitamina D. “Por meio do sol, nosso organismo obtém a vitamina D e, com ela, melhora a absorção do cálcio, fortalecendo os ossos”, explica a neurofisiologista Rosa Hason, do Hospital das Clínicas, em São Paulo. Ela recomenda que as crianças tomem o banho de sol antes das 9 horas da manhã.

6. Ajustar o relógio biológico

A psicóloga Renata Soifer Kraiser, autora do livro “O Sono do Meu Bebê” (CMS Editora), explica que a melatonina, hormônio que estimula o sono e indica ao cérebro que é noite, é produzido das 20 às 21h30. “Depois deste horário a criança volta a se agitar e é difícil convencê-la de que ainda é hora de dormir, pois a mensagem do organismo já passou”, explica. Por isso, se passar daquele horário, a criança continuará com sono – mas estará desperta e será difícil mostrar a ela que ainda é noite. (EBC)

Por: Redação

Tags: Agência Brasil, Dormir Bem