Estado

Foto: Divulgação

A semana começa com a expectativa dos servidores públicos estaduais para o pagamento do salário referente ao mês de janeiro que será feito na quinta-feira, 12. “Vai ser pago dia 12 e estará disponível na sexta-feira, 13”, confirmou o secretário da Fazenda, Paulo Afonso em entrevista ao Conexão Tocantins.

Paulo Afonso frisou que o governo vai pagar também os acertos pendentes dos últimos seis meses dos servidores que foram exonerados. O valor estimado é de aproximadamente R$ 25 milhões de dívidas com os acertos dos servidores que foram exonerados desde agosto de 2014 e não foram pagos pela gestão anterior.

A folha do governo estadual foi fechada na última sexta-feira, 6, segundo informou o secretário da Administração, Gefferson Oliveira porém a Secretaria Estadual da Administração ainda levanta o valor final que será pago pelo governo incluindo o acerto. Somente com os efetivos o gasto com pessoal é de R$ 224 milhões todos os meses.

A expectativa é que a folha tenha um valor bem menor que a do mês passado já que o governo segurou as nomeações de comissionados neste mês de janeiro e maioria das pastas ainda não tiveram as nomeações publicadas no Diário Oficial do Estado. A determinação do governador Marcelo Miranda é de enxugamento na máquina.

Ouvido pelo Conexão Tocantins nesta segunda-feira, 9, o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos do Tocantins Cleiton Pinheiro afirmou que os servidores estão na expectativa e disse que muitos pagarão multas em boletos e outros compromissos financeiros. “O servidor a partir do dia 1º começa a pagar juros. O governo está sendo unilateral e priorizando outros pagamentos”, criticou.

Os sindicatos chegaram a oficiar o governo discordando da mudança de data provisória para pagamento dos salários.