Polí­cia

Foto: Divulgação

Muitas conquistas e boa aceitação junta à comunidade palmense marcam os 22 anos de criação da Guarda Metropolitana de Palmas (GMP), a corporação foi criada em 09 de fevereiro 1993. A intenção de implantação do efetivo foi para oferecer proteção dos bens públicos, serviços e instalações e complementar o apoio das atividades de segurança.

Ao longo destes anos a GMP foi sendo ampliada e assumindo papéis que mereceram destaque. A guarnição inicialmente foi estruturada com 86 Guardas Metropolitanos que foram selecionados por meio de concurso. Em abril do mesmo ano foi criada a banda de música que recebeu 18 integrantes do projeto Pioneiros Mirins da cidade de Miracema.

A GMP já formou cinco turmas de Guardas Metropolitanos  e hoje conta com 222 integrantes na corporação.

Os integrantes têm a função de proteger os bens públicos municipais, serviços e instalações, controle, fiscalização, orientação e educação ambiental e subsidiariamente a complementação e apoio das atividades das Polícias Civil e Militar. A GMP atua em mais de 120 postos de serviço fixos sendo eles prédios públicos, praças, parques, postos de saúde, escolas e praia, além de campanhas e demais programações como eventos sociais promovidos pela administração municipal. Oferecendo um serviço de segurança 24 horas.

Pioneirismo

A GMP de Palmas esta também atuando em nova frente de trabalho sendo a pioneira no Brasil a prestar serviços de proteção no aeroporto da cidade com o acompanhamento de embarque armado das autoridades.

Também foi criada em novembro do ano passado a Ronda Ostensiva Municipal (RAMU), tendo entre as ações, o patrulhamento em áreas como praças, feiras, terminal de ônibus com uma equipe preparada e treinada  para o enfrentamento a violência e grande aglomeração de pessoas e também inibir  a circulação de pessoas com atitudes suspeitas como delinquentes, traficantes, usuários de drogas e badernas em locais públicos.  

Atuação

Entre as ocorrências frequentes e de grande aceitação da comunidade esta o combate a poluição sonora, perturbação do sossego e manutenção da ordem com atendimento 100% feito pela GPM, através do 190.      

No contexto ambiental, a GPM criou uma Brigada de Incêndio sob a coordenação da Guarda Ambiental, que em 2005 passou a ser fiscalizadora com um grupamento especializado e atribuição específica.

Entre as maiores conquistas: a permissão para o uso de arma de fogo sendo que para isso o efetivo passa por treinamento constante, em oito após o uso de armamento não foi registrada ocorrência com envolvimento de integrantes  em operação desastrosa. 

No contexto social a GPM desenvolve ações para uma melhor aproximação da comunidade, com a manutenção da Banda Mirim e a Escolinha de Música contando com o apoio da banda principal que se faz presente nos principais eventos oficiais.   

De acordo com secretário Municipal de Segurança e Defesa Civil, Francisco Viana, a Guarda Metropolitana dispõe de pessoal qualificado para o enfrentamento à violência urbana e cumpre um papel exemplar no contexto da segurança pública. “Com todas essas atribuições e conquistas a guarda deixa de ser patrimonialista, com uma responsabilidade ainda maior e de preservar a segurança do cidadão”, disse Viana.

O secretário lembrou ainda que já foi enviado para a Câmara de Vereadores o projeto de lei para a apreciação e aprovação de um concurso público para ampliação do efetivo, onde o candidato deverá ter curso superior.      

Atividades desenvolvidas pela Corporação

Ronda Integrada Comunitária

Ronda Ostensiva Municipal

Linha Comunitária

Brigada Contra Incêndios

Esquadra Ecoturística de Taquaruçu

Guardiões da Comunidade

Banda de Música

Escolinha de Música

Guardião Escolar (Secom Palmas)

Por: Redação

Tags: Guarda Metropolitana de Palmas