Estado

Foto: Divulgação

Na última quinta-feira, 12, o Chefe do Estado Maior, Cel Reginaldo Leandro da Silva, se reuniu com o secretário de Saúde do Município, Luiz Teixeira, e o diretor de urgência e emergência de Palmas, Geraldo Xavier da Silva Junior. O objetivo do encontro foi o de dar inicio a uma possível integração entre o atendimento operacional do Corpo de Bombeiros Militar do Tocantins e do Serviço de Atendimento Móvel – Samu.

Hoje os Bombeiros atendem as emergências, por meio do número 193, já o Samu atende no número 192. Como os dois sistemas não são integrados em alguns casos tanto os bombeiros quanto o Samu são acionados para anteder a mesma ocorrência, o que acaba gerando deslocamento desnecessário de viaturas de ambas as instituições gerando ônus e desperdício de recursos públicos.

O novo modelo de atuação que inicialmente será implantando na capital, irá otimizar recursos e um melhor atendimento à população que terá a disposição um número maior de viaturas de emergência. Na oportunidade também foi dado encaminhamento a um termo de cooperação em que os bombeiros propõem que médicos do atendimento do Samu, possam trabalhar na equipe de atendimento do corpo de bombeiros. Hoje os bombeiros tem a disposição unidades de suporte avançado, mas não tem médicos para operar os equipamentos disponíveis nestas unidades. Esse sistema já foi implantado em outros Estados, entre eles São Paulo.

“A parceria entre dois órgãos que trabalham com objetivos comuns que é o atendimento pré-hopitalar é fundamental para que a população não só de Palmas e de todo o Estado tenha o melhor atendimento possível, buscando dessa forma a racionalidade e otimização no emprego dos recursos humanos e materiais” explicou Cel Leandro.