Meio Ambiente

Foto: Divulgação

Com o objetivo de garantir o período da Piracema, o Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins) realizou fiscalização e apreendeu 4.586 de redes malhadeiras nos rios e lagos de todo o Estado. 

A atuação dos fiscais das 16 unidades regionais resultou na confiscação ainda de diversos itens utilizados em pesca: molinetes, varas de bambu, kits para pesca, espingarda, espoletas gaiolas, pólvora; e tarrafas. Além disso, três pássaros curiós foram resgatados.  

Em Pedro Afonso a equipe atuou no rio acima até a Barra do Ribeirão São João, percorrendo também o município de Tupirama, Tupiratins e Itapiratins. Na ação foram recolhidos 880 metros de rede de malhas.

Já em Palmas foram apreendidos 1.580 metros de rede de diversas malhas e cinco quilos de pescado, que foram doados. Desta vez o ponto de partida da fiscalização foi à colônia de pescadores percorrendo o sentido do município de Porto Nacional, nenhum infrator foi identificado.

Portaria

Conforme a Portaria nº 541/2014, de 1º de novembro de 2014 até 28 de fevereiro de 2015 fica proibida a pesca no Estado. O documento estabelece ainda a proibição da pesca em todas as modalidades, excetuando apenas a pesca de subsistência, ou seja, aquela em que os ribeirinhos capturam apenas como complemento alimentar seu e de sua família.

A Portaria deste ano também restringe a pesca esportiva. Será proibido ainda o transporte, a comercialização, o beneficiamento e a industrialização de espécimes provenientes da pesca neste período.

A restrição da pesca termina no próximo dia 28.

Por: Redação

Tags: Naturatins, Piracema