Polí­tica

Foto: Divulgação

Durante a sessão de abertura da Comissão de Agricultura e Reforma Agrária, o senador Donizeti Nogueira (PT/TO) relembrou suas origens de filho de agricultor "meeiro", em Minas Gerais, e a formação de técnico agrícola no início da carreira profissional em que atuou ativamente na expansão das fronteiras agrícolas no Norte de Goiás, hoje Tocantins, com a venda de sementes geneticamente melhoradas e suplementos agrícolas. Na sessão, que elegeu a senadora Ana Amélia (PP/RS) como presidente para o biênio 2015/2016 e o senador Acir Gurgacz (PDT/RO) como vice, o senador ressaltou seu histórico como militante do Partido dos Trabalhadores, que possui profunda afinidade com a agricultura familiar e atuará em defesa da reforma agrária.

“Estou orgulhoso de estar aqui”, disse o senador, ao saudar a presidente eleita, e rebateu críticas feitas em tom de ironia à presidente Dilma Rousseff, sobre o movimento dos caminhoneiros. Donizeti elogiou a saída encontrada para a solução da greve através do diálogo e fez questão de frisar que é um homem de negociação. "Eu confio nas pessoas e a senhora tem a minha confiança" afirmou o parlamentar pedindo para chamá-la de "presidenta" como forma de reafirmar o empoderamento da mulher. A senadora agradeceu a confiança, dizendo que a questão de semântica era apenas coloquial e elogiou sua participação afirmando que "sua formação vai ajudar a melhorar o desempenho desta comissão. Vamos nos valer do seu conhecimento", concluiu a presidente.

Requerimentos

Na primeira sessão deliberativa da Comissão de Agricultura e Reforma Agrária foi aprovado um requerimento da presidente, senadora Ana Amélia para que seja realizado um ciclo de palestras para embasar os trabalhos da comissão. O senador Donizeti Nogueira sugeriu um adendo, acrescentando a questão fundiária no debate, o que foi aprovado por todos os senadores. Também foram aprovados outros dois requerimentos, um deles sobre a greve dos caminhoneiros.

Comissão de Desenvolvimento Regional

Na sequência, Donizeti participou da instalação da Comissão de Desenvolvimento Regional, onde é suplente, e argumentou que mesmo não sendo membro titular, irá prestigiar sempre os trabalhos da comissão por entender que é de fundamental importância para o Estado do Tocantins. Ele participa também das comissões de Direitos Humanos e Legislação Participativa e do Meio Ambiente, como membro titular indicado pelo PT. 

Por: Redação

Tags: Donizeti Nogueira