Geral

Foto: Divulgação

Deixar para depois a manutenção do veículo pode acabar não sendo uma boa ideia. Acidentes, peças com defeitos e infrações de trânsito são algumas das consequências que podem vir a ocorrer com quem coloca a segurança veicular em segundo plano. 

De acordo com o gerente de Fiscalização e Segurança do Detran-TO, Geraldo Magela, os condutores devem ficar atentos em relação à manutenção correta do seu veículo e às normas de segurança no trânsito. “O alinhamento, balanceamento e a calibragem adequada dos pneus, a qualidade do óleo lubrificante, o funcionamento das luzes (farol, pisca-alerta e freio)e a quantidade certa de água no reservatório do veículo são alguns dos itens que merecem atenção por parte dos condutores”, avalia.

Magela destaca também que muitos condutores possuem o costume de andar com o combustível na reserva. Ele alerta que este ato pode prejudicar a bomba do veículo, além de colocar em risco a segurança do condutor. “Trafegar com o combustível no limite da reserva gera infração de trânsito no valor de R$ 85,13 e mais 4 pontos na carteira. Além disso, o combustível pode acabar quando o condutor estiver trafegando por um local isolado ou escuro o que coloca em risco a sua segurança”, alerta.

Para evitar que os problemas citados atrapalhem o bom desempenho do trânsito, o Detran-TO, através da sua equipe de Fiscalização de Trânsito, realiza um trabalho ostensivo nas ruas da capital e das cidades do interior, visando coibir o abuso causado pela desatenção de alguns condutores. De acordo com Magela, as penas vão desde advertência até mesmo aplicação de multa e remoção do veículo.

Por: Redação

Tags: Detran, Geraldo Magela