Polí­tica

Foto: Divulgação

O corpo de Thomaz Alckmin, filho do governador Geraldo Ackmin, está sendo velado no hospital israelita Albert Einstein, no Morumbi, zona sul da capital paulista. O velório é fechado à imprensa. Às 14h, o corpo segue para a cidade de Pindamonhangaba, a 160 quilômetros da capital, onde será enterrado no cemitério municipal.

Thomaz Alckmin morreu ontem, quinta-feira, 2, na queda de um helicóptero em que estava, em Carapicuíba. A aeronave caiu sobre uma casa, mas não atingiu ninguém em solo. Além do filho do governador, mais quatro pessoas que estavam na aeronave morreram: o piloto Carlos Haroldo Isquerdo Gonçalves, de 53 anos, e os mecânicos Paulo Henrique Moraes, de 42 anos, Erick Martinho, de 36 anos e Leandro Souza, de 34 anos. Todos os corpos foram liberados do Instituto Médico Legal (IML) antes das 8h de hoje.

Segundo a empresa Seripatri, responsável pela operação do helicóptero, o piloto tinha mais de 30 anos de experiência na profissão. O acidente, informou a empresa, ocorreu durante voo de teste, após a aeronave passar por manutenção preventiva.

O helicóptero era da marca Eurocopter, modelo EC 155, prefixo PPLLS, e tinha cerca de quatro anos de uso, com aproximadamente 600 horas de voo, de acordo com a Seripatri. A aeronave estava com sua documentação e manutenção em ordem. (EBC)