Geral

Foto: Luciano Ribeiro

Hoje a aula dos alunos do 3º período do curso de engenharia agronômica da Fundação Universidade Tocantins (Unitins), aconteceu na Estação meteorológica do sistema de monitoramento climático do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária (Seagro), em Palmas. Na ocasião os alunos tiveram a oportunidade de conhecer como o funciona uma estação meteorológica convencional e automática; e entender a importância de cada equipamento para a obtenção de dados meteorológicos.

Para o professor da disciplina de Climatologia e Meteorologia, José Luiz Cabral, conhecer o sistema nacional de monitoramento meteorológico é uma forma de enriquecer o aprendizado dos alunos. “O nosso estado tem uma vocação para a agricultura e ter conhecimento sobre meteorologia e climatologia prepara nossos futuros engenheiros para trabalhar no dia-a-dia”, comenta professor.

“Aqui nós tivemos acesso a informações muito importantes para a nossa profissão”, afirmou ao final da aula, a aluna Sônia Maria da Silva. Durante a manhã os 35 alunos também tiveram a oportunidade de conhecer detalhadamente os equipamentos que compõem a estação.

Estações Meteorológicas

Existem 14 estações no Tocantins, sendo que quatro delas, as de Araguaína, Palmas, Porto Nacional e Peixe são conveniadas à Secretaria da Agricultura e Pecuária. “O monitoramento dos dados meteorológicos permite aos técnicos fornecer informações aos produtores e sociedade em geral para tomadas de decisões concisas e acertadas tanto no setor agrícola, como em outros setores como a construção civil, por exemplo,” explica a coordenadora de Agrometeorologia e Mudanças Climáticas, Denise Gomes.

De acordo com Denise mais quatro estações estão em fase de instalação nos municípios de Almas, Araguanã, Santa Rosa e Pium que divulgarão diariamente e semanalmente as condições meteorológicas e agrometeorológicas, além de divulgar boletins informativos sobre as condições adequadas para tratamentos fotossanitários, irrigação, colheita e secagem de produtos. (Ascom Seagro)

Por: Redação

Tags: José Luiz Cabral, Unitins