Saúde

Foto: Maradona

A campanha de vacinação contra a gripe foi prorrogada no Tocantins até o próximo dia 5 de junho para permitir que aqueles que ainda não se vacinaram procurem os postos de saúde. A campanha foi prorrogada por orientação do Ministério da Saúde, devido à baixa procura pela vacina, que está disponível em todos os postos do Estado.

Até a manhã desta sexta-feira, 22, 173.201 pessoas haviam sido vacinadas no Estado, o que corresponde a 53,42% do público-alvo (324.168) da campanha no Tocantins. De acordo com a gerente de Imunização, Rosângela Bezerra,  23 municípios tocantinenses alcançaram a meta de 80% de imunização dos grupos prioritários.

“Quem por algum motivo não se vacinou ainda pode procurar um posto de saúde. As doses vão continuar a ser aplicadas até a primeira semana de junho”, garantiu a gerente.

A vacina está sendo disponibilizada para adultos a partir de 60 anos e grupos considerados prioritários pelo Ministério da Saúde, sendo eles: crianças de seis meses e menores de cinco anos de idade; indígenas, a partir de seis meses de idade; gestantes; puérperas até o 45º dia após o parto; trabalhadores de saúde; população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional; usuários portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições especiais.

Imunobiológico

A vacina contra a gripe é gratuita e garante reforço da imunidade contra os vírus H1N1, H2N3 e B e evita ainda complicações por agravamento de quadro gripal. A principal forma de transmissão do vírus da gripe é o contato com secreções das vias respiratórias.

“São secreções eliminadas durante a fala, a tosse ou o espirro e para prevenir a doença é importante lavar as mãos várias vezes ao dia, cobrir o nariz e a boca ao tossir e espirrar e não compartilhar objetos pessoais”, alerta a diretora estadual de Doenças Transmissíveis e Não Transmissíveis, Adriana Cavalcante.

A campanha de vacinação contra a influenza se iniciou no dia 4 de maio e no sábado, 9, Dia D de Vacinação,  todos os postos de saúde do Tocantins estiveram abertos para permitir que aqueles que não têm condições de se deslocar até um posto de saúde durante a semana pudesse garantir sua dose.