Cultura

Estão abertas as inscrições para a Oficina de Produção Audiovisual do Mutum 2015. A atividade integra o programa de ações formativas da mostra, que estão sendo oferecidas de maneira gratuita. As vagas são limitadas e os interessados têm até o dia 14 de junho para se inscreverem pelo site www.mutum.art.br ou direto no formulário on line - https://goo.gl/L1vOgt. A oficina será realizada entre os dias 15 e 26 de junho, sempre às segundas, quartas e sextas, a partir das 14h no auditório do Memorial Carlos Prestes, em Palmas-TO.

A formação está sendo oferecida para estudantes de Comunicação Social, Artes, ou de outras áreas afim, além de realizadores amadores e amantes da sétima arte. O objetivo é ampliar habilidades técnicas e artísticas para produção e gravação de DVD Musical. O curso terá carga horária de 60 horas, certificadas pela ONG Casa da Árvore, DB Produções Culturais e IDE Comunicação. Além das 30 horas realizadas entre os dias 15 e 26 de junho, os participantes terão a oportunidade de ampliar sua formação prática durante a produção da documentação de performances musicais durante o Mutum 2015, entre os dias 10 e 12 de julho.

A oficina será ministrada por Esdras Campos, que atua na área de produção audiovisual e  fonográfica a cerca de quase vinte anos como músico, arranjador, técnico de gravação, mixagem e masterização.  Campos Idealizou o curso de Técnico em Sonorização compilado e ministrado em parceria com Eliel J. Souza. Eng de Áudio – UFMG Universidade Federal de Minas Gerais. Formou dezenas de alunos em Belo Horizonte-MG e em Palmas-TO, onde o curso foi aplicado pela primeira vez na escola de música Sonetto, formando e capacitando profissionais experientes e também iniciantes em áudio. Retornou à Palmas recentemente, trabalhando na área do cinema, atuando na captação de áudio no filme Palmas eu gosto de tu, Ouça-me e as produtoras, Public, BR153 e  Super8.

Outras oficinas e workshops

A mostra reunirá mais de 100 horas de atrações no distrito ecoturístico de Taquaruçu, em Palmas-TO, e foi aprovado pelo edital Rumos Itaú Cultural 2014. Entre as atividades formativas oferecidas estão workshops dedicados a músicos e instrumentistas, arte educadores, professores, agentes culturais e interessados em cultura popular. Leia mais em

Sobre o Mutum 2015

Para os indígenas do Tocantins, o pássaro Mutum aparece em várias cosmologias de seus mitos, principalmente para os Timbira, narrado como o pássaro do fogo e da toca da onça.

Para a cultura brasileira, o Mutum é a primeira mostra de música instrumental e cultura popular do Tocantins. Um evento que, como o pássaro para os Timbira, recolhe a brasa rítmica, melódica e harmônica de um povo que no norte do Brasil se fez miscigenado e a lança ao mundo, como quem o encadeia.

No Mutum, foliões e cancioneiros e cantadores indígenas encontram-se com o jazz, o choro, o blues, o forró e o samba e inúmeros outros gêneros musicais. As cachoeiras, trilhas dos vales de Taquaruçu, distrito de Palmas-TO, é a território onde essa intensa experiência cultural acontecerá.

O projeto é realizado pela DB Produções Musicais, pela ONG Casa da Árvore e pelo Ministério da Cultura, em parceria com o Itaú Cultural, que o selecionou por meio do programa Rumos, e apoio da Casa do Artesão de Taquaruçu, Agência Municipal de Turismo, Jubalina Produções.

Sobre a programação 

Destaque para três encontros inéditos promovidos pelo Mutum 2015: 1° Encontro de Cantadores Indígenas, Encontro de Tamboreiros do Tocantins e o Encontro de Violeiros e Rabequeiros de Buriti.

Os destaques nacionais do evento ficam por conta de dois cancioneiros populares: Juraildes da Cruz e Xangai, que remontam no palco Redondo, um show que tem se destacado em diversos estados do Brasil. Da primeira linha do instrumental no país vem o duo Felix Júnior e Gabriel Grossi, dois dos maiores destaques da nova música instrumental brasileira. Fechando esse panorama nacional teremos ainda Paulio Celé Grupo, Leandro Medina e Deuler Andrade.

A música instrumental tocantinense estará representada por grupos como Instrumentaris, Três Matutos e um Arigó, Grupo Palmas, Orquestra de Música Popular Buriti Band, entre outros. Já  nossa cultura popular e tradicional terá um panorama montado a partir das apresentações dos Foliões de Barra da Aroeira e Monte do Carmo, Grupo Mãe Ana e Catireiros de Natividade, Violeiros de Buriti da comunidade do Mumbuca, além dos Tambores do Tocantins.

Por: Redação

Tags: Agenda Cultural, Mutum 2015