Educação

Foto: Tharson Lopes

O secretário de Estado da Educação, Adão Francisco de Oliveira, declarou durante entrevista para a TVE Tocantins, nesta quarta-feira, 15, que a educação de tempo integral é prioridade para a gestão do governador Marcelo Miranda. Além disso, o gestor da pasta confirmou a realização do Salão do Livro e de concurso para professores que irão atuar na educação indígena.

Para atender com presteza aos cerca de 13 mil professores e mais de 186 mil alunos da rede estadual de ensino, o titular da Seduc afirmou que um amplo planejamento estratégico é seguido pelos técnicos da pasta. “É importante destacar que o investimento mais importante que estamos realizando é no processo de humanização das pessoas que fazem parte do universo da educação escolar. Para isso, estamos investindo não apenas nos alunos, mas também nos professores. Os investimentos acontecem na área da alimentação escolar, transporte escolar e da gestão compartilhada, para garantir que as escolas de fato tenham um melhor funcionamento e que os professores tenham melhor formação e capacitação”, explicou Adão Francisco.

O secretário falou também sobre o investimento que está sendo feito na estrutura física das escolas estaduais. “Estamos trabalhando com reformas, ampliações e construções de unidades para garantir que essa educação integral e humanizada aconteça de forma contextualizada e cumpra com seu objetivo que é dar a melhor formação possível para o cidadão tocantinense”, pontuou.

Sobre a edição 2015 do Salão do Livro, o titular da pasta afirmou que o evento está confirmado para este ano e acontecerá em setembro. “A previsão é que a data e a programação sejam divulgadas na próxima semana”, disse. Adão Francisco concluiu falando sobre a realização de concurso para professores que irão trabalhar na educação indígena. De acordo com ele, o certame será lançado no segundo semestre deste ano.

Seduc

No Tocantins, a Seduc, além de desenvolver a política de ensino, é também responsável por gerir o aprendizado oferecido pelo Estado, cumprir as determinações do Ministério da Educação (MEC) e as decisões dos conselhos estadual e nacional de Educação em matérias da competência e fazer cumprir as normas federais de formação escolar. Atualmente, existem no Estado 530 unidades escolares.

Adão Francisco de Oliveira é historiador, pós-graduado em Geografia, especialista em Gestão e Planejamento Territorial, mestre em Sociologia e doutor em Geografia.