Educação

Foto: Elias Oliveira Adão Francisco discute com equipe de Tecnologia e Inovação a implementação de sistema de informação unificado e freqüência escolar eletrônica Adão Francisco discute com equipe de Tecnologia e Inovação a implementação de sistema de informação unificado e freqüência escolar eletrônica

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) planeja junto à equipe de Tecnologia e Inovação a integração dos sistemas de informação do órgão. A proposta é que os 20 sistemas que já funcionam, sejam trabalhados em um único local, para dar melhor efetividade às informações. Alinhado a isso, o órgão também pretende adotar as frequências eletrônicas nas escolas públicas do Tocantins, através de um aplicativo.

De acordo com o secretário Adão Francisco, o objetivo é que, com as informações integradas em um único sistema haverá melhor compreensão do quadro, no contexto da educação, bem como garantir a projeção de análise de dados que orientem sobre a realidade da educação. “Intencionamos que, a partir do segundo semestre deste ano, já tenhamos definido esse quadro de integração de sistema e ao mesmo tempo possamos operar e melhorar com o uso das informações para fazer uma melhor gestão”, informou.

O sistema de freqüência eletrônico, que já é a adotado em outras escolas públicas do País, está próximo a chegar nas escolas do Tocantins. “Vale lembrar que teremos a comunicação em tempo imediato com os responsáveis pelos alunos nas escolas. Com a implantação do registro eletrônico, os pais terão informações do aluno a partir do momento em que ele entra na escola”, disse o secretário.

Ele explicou que professores e técnicos serão capacitados para utilizar esse conjunto de informações e chamou atenção ao sistema eletrônico para que o tempo em sala de aula seja otimizado. “Nesse sistema, os pais receberão um conjunto de informações sobre a dimensão da escola, desde a freqüência até problemas relacionados à aprendizagem do seu filho. Os professores também poderão utilizar exclusivamente o seu tempo em sala, dando aulas”, ressaltou Adão Francisco.

Segundo o superintendente de Tecnologia e Inovação, Maurício Reis Nascimento, a unificação dos sistemas da Seduc facilitará melhor utilização e acesso às informações. Sobre a freqüência eletrônica, ele ressaltou que a previsão é que a partir de 2016 o aplicativo já esteja em funcionamento. “Estamos planejamento para ocorrer em breve a unificação dos sistemas. Obedecendo aos critérios de licitações, a previsão é que o aplicativo de freqüência eletrônica escolar esteja funcionando no ano que vem. Iremos planejar para que isso aconteça da melhor forma possível”, finalizou. (Ascom Seduc)