Palmas

Foto: Divulgação Foram vários os estragos pela chuva em Palmas Foram vários os estragos pela chuva em Palmas
  • Situação no centro de Palmas/ Crédito: Manoel Lima
  • Árvores foram afetadas pela ventania/ Crédito: Manoel Lima
  • Situação em Palmas/ Crédito: Manoel Lima
  • Muro sofreu impacto em Palmas /Crédito: Manoel Lima
  • Crédito: Manoel Lima
  • Poste e árvore sofreram ação da chuva forte em Palmas
  • Árvores foram derrubadas com a força do vento /Crédito: Antonio Gonçalves
  • Árvores caíram com a força do vento /Crédito: Antonio Gonçalves
  • Estátua em frente ao Hotel Castelo, Palmas
  • Setor Santo Amaro II
  • Setor Santo Amaro II
  • Setor Santo Amaro II

A chuva forte que caiu durante à noite em Palmas deixou estragos pela cidade. Algumas ruas ficaram alagadas, árvores, muros e postes caíram e casas foram destelhadas. Na Quadra 103 Norte, por exemplo, uma estátua próxima ao Hotel Castelo foi derrubada. 

No Setor Santo Amaro II, segundo informou em entrevista ao Conexão Tocantins, Oseny Ferreira da Silva, que é a presidente do bairro, a maioria das casas foram destelhadas. "A situação está crítica, está feia. Alagou vários barracos e desde às 1h30min o pessoal não conseguiu mais dormir. As casas ficaram descobertas e molhou tudo dentro das casas", afirmou. 

De acordo com Oseny, a Celtins está no Setor pois houve queda de poste. "A Celtins está tentando organizar. Árvores caíram e o transformador estourou", completou. 

A Defesa Civil Estadual informou que, de acordo com os dados coletados nas estações meteorológicas do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), choveu aproximadamente 42.8 milímetros durante a madrugada em Palmas. Para a Capital, segundo o Inmet, o esperado de chuvas no mês de outubro é de 120 milímetros.

De acordo com os dados do Sistema Integrado de Operações (Siop), na Capital houveram 17 chamados, mas nenhum deles com vítimas. Segundo o Superintendente Estadual de Proteção e Defesa Civil, tenente coronel Peterson Ornelas, com a realização dos Jogos Mundiais dos Povos Indígenas na Capital, a população deve procurar abrigo seguro caso haja registro de fortes chuvas durante a realização do evento. “Orientamos a população a buscar abrigo seguro, não permanecer embaixo de árvores e caso precise de auxílio do Corpo de Bombeiros, ligar nos telefones 199 ou 193”, afirmou.

Chuva em sete cidades do Tocantins 

Além da Capital, segundo a Defesa Civil, também foram registrados fenômenos meteorológicos nos municípios de Araguaçu (0.6 milímetros), Dianópolis (0.4 milímetros), Gurupi (2.0 milímetros), Marianópolis (8.6 milímetros), Paranã (7.8 milímetros) e Porto Nacional (18.2 milímetros).  (Matéria atualizada às 12h19min)