Economia

Celebrado anualmente no dia 25 de dezembro, o Natal é a principal data comemorativa para o comércio e neste ano a pesquisa que mede a expectativa de consumo, realizada pelo Instituto Fecomércio em parceria com a Universidade Federal do Tocantins (UFT), apresentou uma retração quando comparada ao ano passado. 

A média obtida entre as três principais cidades do Estado – Palmas, Araguaína e Gurupi – ficou em 51,7%, um recuo de 21,2% com relação a 2014. O Papai Noel será mais generoso em Gurupi, com 63,9%. Palmas ficou em segundo com 50% da intenção de consumo e Araguaína em terceiro, com 41,3%.   

Segundo o presidente da Fecomércio Tocantins, Itelvino Pisoni, essa redução entre o Natal do ano passado e este é preocupante para o setor do comércio. “Em um ano de recesso, de aumento da inflação, de severas medidas econômicas adotadas pelos governos federal e estadual, não tinha como ser de outra maneira. Infelizmente, as vendas de final de ano não serão tão boas para o setor”, ressaltou Pisoni.   

Palmas   

Em Palmas, o alvo dos presentes serão as mães (27,6%) com vestuários (33,2%), adquirindo de três a quatro presentes (44,5%) e realizando essas compras shoppings. A intenção de gasto com os presentes ficou entre R$ 250,01 e R$ 400,00 reais, com pagamento em dinheiro. Como fator decisivo para a compra, a promoção foi a mais apontada. 

Entre os que pretendem parcelar a dívida a ser contraída, a maioria afirmou entre 4 a 6 parcelas. No quesito comparativo com a compra do ano passado, 46,5% afirmaram que estarão comprando menos este ano. A pesquisa revelou ainda que 53,7% dos entrevistados disseram ter presenteado nessa mesma data em 2014.   

Araguaína   

Em Araguaína, 26,5% confirmaram o desejo de presentear o(a) esposo(a), comprando também vestuários (40,2%), adquirindo de um a dois presentes (66,3%) e gastando entre R$ 100,01 a R$ 150,00 reais. O comércio de rua foi o local mais apontado para essa compra. A forma de pagamento mais citada foi o cartão de crédito, o parcelamento mais lembrado foi em até três vezes e o desconto no preço foi o item mais apontado como fator determinante para a compra. Na comparação com a compra do Natal passado, 49,3% responderam que estarão comprando a mesma quantidade este ano. E 70,1% disseram ter presenteado alguém no Natal de 2014.    

Gurupi   

Em Gurupi, esse presente será destinado às mães (29,7%), vestuário foi o item mais apontado (36,1%), comprando também de um a dois presentes (51,2%). O comércio de rua também foi o local de compra escolhido, com uma pretensão de gasto entre R$ 100,01 e R$ 150,00 reais. A forma de pagamento mais citada foi em dinheiro e o desconto no preço foi o fator primordial para a compra. Já a intenção de parcelamento mais citada para o pagamento foi também em até três vezes. No comparativo com a compra natalina do ano passado, 39% responderam que estarão comprando menos em 2015. Por fim, os gurupienses que presentearam nessa mesma data em 2014 chegaram a 65,7%.   

Sobre a pesquisa  

A pesquisa Expectativa de Consumo – Natal 2015 teve a finalidade de permitir que os empresários do setor do comércio e prestadores de serviço pudessem conhecer o perfil e a tendência dos consumidores para o período natalino nas três maiores cidades do Estado: Palmas, Araguaína e Gurupi. Em Palmas e Araguaína, foram entrevistadas pessoas com renda familiar entre R$ 1.000 e R$ 1.500 reais. Em Gurupi, com a renda familiar de até R$ 1.000 reais. Na Capital, foram 400 pessoas entrevistadas. Em Araguaína, foram 402 pessoas, e em Gurupi, 393, em todas elas foram ouvidas pessoas de ambos os sexos, de várias faixas etárias. A pesquisa foi aplicada nos três municípios entre os dias nove e doze de novembro.