Saúde

Foto: Divulgação

Com o intuito de planejar as ações voltadas para a oferta de imunobiológicos no próximo ano no Tocantins, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) reúne coordenadores municipais de imunização e técnico da sala de vacina na Reunião de Atualização do Calendário Nacional de Vacinação de 2016 nesta quarta-feira, 9, a partir das 8h30. A reunião acontece no auditório da reitoria da Fundação Universidade do Tocantins (Unitins), em Palmas.

O objetivo é atualizar os técnicos dos 139 municípios do Tocantins sobre o planejamento estratégico de imunização e o planejamento das campanhas de vacinação previstas para 2016.

Segundo a técnica da Gerência Estadual de Imunização, Greicy Rivelo, para o próximo ano estão previstas as campanhas regularmente programadas e que oferecem vacinas para imunização de grupos prioritários para poliomielite e influenza e mudanças no esquema de imunização contra a hepatite B e contra o HPV.

Alterações no calendário

Conforme orientação do Ministério da Saúde, a partir de 2016 a vacina contra a hepatite B passará a ser oferecida a todas as faixas etárias. Atualmente ela é ofertada apenas a indivíduos com até 49 anos.

O esquema vacinal contra o vírus HPV também sofrerá alteração. A partir do próximo ano, ao invés de três doses passarão a ser programadas duas doses com intervalo para a imunização de meninas entre 9 e 13 anos contra o HPV.

Outra vacina que deixa de ser oferecida em três doses é a vacina pneumocócica 10 valente que também passa a ser administrada em apenas duas doses. Conforme o próprio Ministério da Saúde, as mudanças foram embasadas em evidências científicas que certificaram a eficácia das vacinas nos novos esquemas vacinais.

Atualização

Além dos coordenadores municipais e técnicos de sala de vacina, também participam da reunião técnicos que atuam nas áreas de vigilância, atenção primária e atenção especializada, representantes dos Distritos Sanitários Especiais Indígenas (Dsei), Conselho de Secretários Municipais de Saúde (Cosems) e outros segmentos.

Imunopreveníveis

Completar o calendário vacinal é a melhor forma de se prevenir doenças infectocontagiosas ou imunopreveníveis. Para garantir que toda a população tenha acesso à proteção, o Sistema Único de Saúde (SUS) oferece gratuitamente mais de 20 vacinas que compõem o calendário de vacinação.