Saúde

Foto: Aldenes Lima

O Hospital e Maternidade Dona Regina (HMDR) tem atualmente 34 bebês que necessitam de complementação alimentar com leite materno, o que exige da maternidade que sejam disponibilizados 10 litros do alimento diariamente e o estoque só conta com 11 litros disponíveis.

Segundo informações da unidade, alguns bebês continuam a receber fórmula artificial por ser preciso priorizar os casos mais delicados.

Toda mulher com boas condições de saúde, não fumante, que não ingere bebida alcoólica, não toma medicamento controlado, que está amamentando e percebe que depois que o bebê mama ainda tem leite no peito, pode ajudar o Banco de Leite.

Para doar basta procurar o Dona Regina pessoalmente ou ligar no 0800 64 68283 para fazer um cadastro e receber um kit de doação que contém touca, máscara descartável, gazes e frasco. O leite da doadora é coletado pelos Bombeiros Amigos do Peito.

Primeiro a ser implantado

O Banco de Leite  do Dona Regina foi o primeiro a ser implantado no Estado e em 2015 completou 13 anos de atendimento. Na unidade, o leite doado é utilizado na alimentação dos bebês prematuros internados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), na Unidade Intermediária (UI) e na Unidade Canguru. O local é aberto 24 horas, inclusive aos finais de semana e feriados.

A Rede Estadual de Bancos de Leite Humano no Estado está distribuída da seguinte forma: um banco em Palmas, no Hospital Dona Regina, um em Araguaína, no Hospital Dom Orione, um em Gurupi, no Hospital de regional. Há ainda um Posto de Coleta na Unidade de Saúde da Família da 403 Norte, na Capital.