Estado

Foto: Divulgação

Na manhã desta quinta-feira, 28, um grupo formado por sindicalistas de 17 entidades classistas dos servidores públicos estaduais esteve na Secretaria de Estado da Fazenda para cobrar os valores atrasados das mensalidades dos servidores sindicalizados. Desde novembro, o Governo do Estado vem descontando os valores no contracheque do servidor, mas não tem repassado a nenhum sindicato ou associação da categoria.

“Estamos em situação difícil porque as entidades têm como principal fonte de renda as mensalidades pagas pelos servidores. É o dinheiro que sustenta a atividade sindical e a defesa da categoria. E a retenção dolosa das mensalidades por parte da Administração Pública é considerado ato de improbidade administrativa”, argumentaram os sindicalistas.

Antes de irem à Sefaz, as entidades tiveram reunião conjunta na sede do Sindicato dos Servidores Públicos (Sisepe-TO) onde discutiram qual posicionamento adotar a respeito da situação. Após elaborarem uma Notificação Extrajudicial conjunta, eles seguiram para a Sefaz, onde foram recebidos pelo secretário Edson Ronaldo Nascimento.

Juntos, os sindicatos e associações entregaram em mãos ao secretário a notificação na qual é estabelecido um prazo de 48 horas para que os repasses em atraso sejam feitos. A notificação também ressalta que os valores em atraso são referentes aos meses de novembro e dezembro de 2015.

Entidades Classistas

As entidades classistas que assinaram o documento foram: Sisepe, Simed, Sindiperito, Sindare, Sindepol/TO, Sicideto, Asmir, Asspmeto, Apra/TO, Asser/TO, Assagro/TO, Assecad, Sindefesa, ABM-TO, Agepol/TO e Asfeto. (Ascom Sisepe)

Por: Redação

Tags: Secretaria Estadual da Fazenda, Sisepe