Estado

Foto: Divulgação

A missão técnica do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF) e a equipe de gestores do Governo do Tocantins finalizaram na tarde desta última quinta-feira, 25, a elaboração do documento com as ações do Programa de Desenvolvimento Sustentável do Tocantins (Prodetur), projeto que será executado no Tocantins e financiado pela CAF. O valor do empréstimo é de US$ 120 milhões, desse total, US$ 72 financiados pela CAF e US$ 48 milhões em contrapartida do Governo do Estado.

Segundo o avaliador da CAF, Santiago Caballero, a visita de trabalho ao Tocantins foi importante, “para realizar as adequações ao projeto”, frisou  acrescentando que agora o documento será avaliado pelo governo federal e depois segue o tramite normal até assinatura do contrato de financiamento, o que deverá ocorrer até julho deste ano.

A visita técnica dos executivos do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF) iniciou na última terça-feira, 23, e durante três dias,  os executivos do banco mantiveram uma agenda de trabalho extensa com reuniões com o governador Marcelo Miranda e os secretários do Planejamento e Orçamento, David Torres, do Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Turismo e Cultura,  Alexandro de Castro, da Infraestrutura, Sérgio Leão, além das equipes técnicas das pastas envolvidas no projeto.

Prodetur

O Programa de Desenvolvimento Sustentável do Tocantins é vinculado ao Ministério do Turismo (MTur), com a proposta de fortalecer a Política Nacional de Turismo alinhando os investimentos regionais, estaduais e municipais a um modelo de desenvolvimento turístico nacional. O seu objetivo é promover o desenvolvimento das regiões turísticas do Tocantins, a inclusão social com aumento da geração de renda das comunidades locais e a conservação ambiental por meio da atividade turística planejada.