Polí­tica

Foto: Clayton Cristus

O deputado estadual Eduardo Siqueira Campos (DEM) fez na sessão desta quarta-feira, 6, na Assembleia Legislativa do Tocantins, mais um duro pronunciamento em relação à situação da segurança pública do Estado. Eduardo afirmou que apesar das várias notícias publicadas na imprensa, o comando da Polícia Militar segue inerte e em caminho contrário ao combate à bandidagem, ao anunciar que realmente irá enviar 100 militares para a Força Nacional. “Se o Comandante Geral da PM não entendeu ainda a gravidade da situação, então é porque não lê o Jornal do Tocantins e demais os sites de notícias do Estado”, afirmou o deputado. 

Eduardo Siqueira protestou também por ainda não ter recebido resposta aos dois requerimentos que apresentou visando informações sobre o número de militares cedidos aos demais órgãos. “Continuo no tema porque vi na imprensa a resposta que não recebi por escrito. De que 300 militares estão cedidos e o comandante ainda fala em mais 100, que devem ser as cessões extraoficiais”, disse o parlamentar.

Calamidade

Eduardo falou sobre a calamidade relatada diariamente pela imprensa e novamente discordou da posição do Comando da PM e do Governo do Estado em confirmar que enviará 100 policiais para trabalharem na segurança dos Jogos Olímpicos. “Temos problemas locais gravíssimos como o que ocorreu em Araguatins, que foi tomada pelo cangaço. Varias cidades sem nenhum militar e também sem delegacia”, frisou.

Eduardo Siqueira sugeriu que o governador do Estado comunique ao ministro da Justiça a impossibilidade do Tocantins ceder policiais à Força Nacional e também para que peça apoio do Governo Federal, para ajudar no combate à criminalidade. “Já vimos o Pan-americano pela TV, a Copa do Mundo e vamos ver as Olimpíadas também pela TV. Os estados maiores e que receberam esses investimentos de arenas e sistemas de transporte tem mais condições de ceder efetivo que o Estado do Tocantins”, destacou.

Eduardo Siqueira pediu que os militares selecionados para a Força Nacional entendam a situação e que este é o momento que a população tocantinense presença da presença deles no Estado. “Tenho o maior apreço por esses militares, tanto que peço que eles fiquem aqui para proteger nosso povo”, afirmou.

Helicóptero

Discordando da resposta do Governo, via imprensa, de que precisa enviar os policiais para a Força Nacional em virtude de convênio assinado com a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), o deputado Eduardo Siqueira Campos questionou ainda sobre o paradeiro do helicóptero do Estado que foi adquirido através de convênio com a Senasp. “Cadê o helicóptero? Ele também é fruto de convênio com a Senasp. Até hoje não deu pra consertar?  R$ 700 mil”, questionou.