Estado

Foto: Divulgação

Foi aberto nesta segunda-feira (11/4) o processo de correição ordinária na comarca de Paraíso do Tocantins. Os trabalhos seguem até a próxima sexta-feira (15/4). De acordo com a legislação, uma comarca não pode ficar mais de três anos sem a avaliação da Corregedoria Geral da Justiça.

Em Paraíso, uma solenidade conduzida pelo corregedor-geral da Justiça, desembargador Eurípedes Lamounier, marcou o início dos trabalhos. Segundo ele, o processo de correição é de fundamental importância para o Tribunal de Justiça, assim como para a comarca e para o jurisdicionado, que é o destinatário do trabalho do Judiciário. “Alem de avaliar a produtividade do magistrado e o desempenho dos serventuários da justiça, é uma forma também de aproximarmos dos jurisdicionados, dos advogados, promotores, defensores, enfim, de todos aqueles que laboram no dia a dia da comarca”, ressaltou Lamounier.

Ainda de acordo com o magistrado, o objetivo da avaliação é melhorar a prestação jurisdicional. “E essa prestação jurisdicional só será possível com a capacitação de serventuários, servidores e magistrados, o que hoje está sendo muito bem feito pelo Tribunal de Justiça do Tocantins via Escola Superior da Magistratura”, afirmou. “Também não poderíamos deixar de mencionar nesta oportunidade a desenvoltura da prestação jurisdicional através do processo eletrônico, que tem vencido paradigmas e proporcionado ao jurisdicionado a celeridade do serviço e o menor curso, porque o advogado já não precisa mais dirigir-se ao Tribunal e a outras comarcas para ajuizar uma ação ou um recurso. Então tudo isso hoje que estamos experimentando numa correição é fruto do trabalho constante do Tribunal de Justiça, principalmente após a adoção do processo eletrônico, que tem sido muito bem conduzido”, complementou o corregedor-geral.

Prestigiaram a solenidade de abertura do processo de correição os juízes auxiliares da Corregedoria, Adriano Gomes e Adonias Barbosa, o juiz diretor do Foro, Adolfo Mendes, a presidente da Associação dos Magistrados do Estado do Tocantins (Asmeto), Julianne Marques, a juíza criminal Renata Nascimento e Silva, a defensora pública Arlete Kellen Dias e o prefeito de Paraíso, Moisés Avelino.

Cronograma

Ainda neste mês de abril, a Corregedoria Geral de Justiça realizará correições nas comarcas de Araguacema (18 a 20/4), Paranã e Palmeirópolis (25 a 29/4).