Polí­tica

Foto: Divulgação

O prefeito de Palmas, Carlos Amastha, entrou com duas ações no Tribunal de Justiça do Estado do Tocantins contra o deputado estadual Wanderlei Barbosa (SD) por falas do parlamentar acusando o gestor de desviar dinheiro público para construir faculdade e um shopping center na Colômbia. Em entrevista ao Conexão Tocantins na manhã desta quinta-feira, 2, Wanderlei chamou o prefeito de ganancioso e disse que todas os seus discursos são baseados em documentação. “O Amastha não vai calar a minha boca”, frisou.

As ações são em decorrência de falas do deputado contra o prefeito, ditas na tribuna da Assembleia Legislativa no dia 24 de maio. Uma ação é criminal e outra indenizatória. O prefeito estaria pleiteando R$ 100 mil de indenização, segundo Wanderlei.

Para o deputado, Carlos Amastha só “pensa em dinheiro, em extorquir as pessoas". O parlamentar afirmou não estar preocupado com as ações. “Eu não tenho nenhuma preocupação quanto a isso. Falei o que tinha em mãos, de Diário Oficial, de Ministério Público”, afirmou.

Ainda de acordo com Wanderlei Barbosa, “é muito coincidente o Amastha estar construindo faculdade na Colômbia. Universidade que vai gerar mais de 10 mil empregos diretos. Se falei, não abro mão disso. Eles tem é que provar ao povo de Palmas o que estão fazendo com os recursos”, disse. De acordo com o deputado, o prefeito é que tem que provar “que são com dinheiro dele”, frisou.

Para Wanderlei, o prefeito Carlos Amastha “é um malandro enrustido de político que hoje gerencia um orçamento superior a R$ 1 bilhão”. O deputado lembrou de ação indenizatória do prefeito Amastha contra o vereador Lúcio Campelo por tê-lo chamado de ladrão. “Querendo processar todo mundo e pedindo dinheiro. Que ganancia é essa?!”. Segundo o deputado, o prefeito tenta colocar as pessoas como caluniosas.

O deputado ainda afirmou tratar-se de uma bravata do gestor na tentativa de tirar credibilidade dos discursos. “Quer chamar atenção para tirar credibilidade do meu discurso mas não tira, só fortalece o meu discurso”, frisou. 

Câmara de Palmas 

O deputado Wanderlei Barbosa afirmou que a Câmara de Vereadores de Palmas deve ficar atenta. Segundo o deputado, a gestão pretende fazer financiamentos na ordem de R$ 12 milhões, a longo prazo, para entrar na conta da Prefeitura em tempo de campanha. "Para não permitir, porque Amastha não tem menor pudor com o patrimônio público. Eles vão fazer todas as manobras orçamentarias para ganhar eleições novamente", disse o deputado se referindo ao prefeito como "alguém que está fazendo todas as maracutaias possíveis", completou. 

Wanderlei Barbosa está em Sergipe, juntamente com outros sete deputados tocantinenses, participando da Conferência Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (CNLE). (Matéria atualizada às 12h09min)