Polí­cia

Policiais Civis da 8ª Delegacia Regional de Dianópolis, coordenados pelo delegado Ibanez Ayres da Silva Neto, efetuaram a prisão de Jânio N. dos S., 33 anos e Adolfo T. B., de 61 anos de idade. Ambos são suspeitos pela prática do crime de estupro de vulnerável e foram presos, na tarde da última quarta-feira, 2, mediante cumprimento de mandados de prisão preventiva quando se encontravam em Chapada de Natividade.

Conforme o delegado Ibanez, Jânio, juntamente com dois adolescentes infratores, de 15 e 17 anos de idade, são os principais suspeitos de abusar sexualmente de uma adolescente, de 13 anos de idade, portadora de necessidades especiais, crime que teria ocorrido no dia 15 de maio na residência de Jânio, em Chapada de Natividade.

De acordo com as investigações conduzidas pela 8ª DRPC, no dia dos fatos, a adolescente passava em frente a um colégio, quando teria sido convidada por Jânio e os dois menores de idade, para entrar na residência, que fica ao lado da escola. Sem suspeitar que pudesse estar caindo em uma cilada, à vítima teria entrado no imóvel, tendo os braços amarrados. Os suspeitos teriam trancado a porta e, mediante ameaças e agressões, teriam iniciado o abuso sexual da garota. 

Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), após algumas horas, a vítima teria sido liberada pelos agressores, retornando para sua casa. No dia seguinte aos fatos, um dos menores de idade teria, de acordo com a SSP, aparecido na casa da vítima para entregar um pílula do dia seguinte para que a adolescente tomasse. No momento, a mãe da menina teria realizado questionamentos a filha, que acabou confessando que havia o estupro. 

De imediato, a mãe e filha foram até à Delegacia de Chapada de Natividade, onde informaram os fatos aos policiais civis. Com base nos relatos da mãe e de sua filha, os agentes, comandados pelo delegado Ibanez, iniciaram as investigações e conseguiram determinar a autoria dos crimes. Durante as investigações, a equipe da 8ª DRPC apurou, também, que Adolfo T. B., o qual era amigo da família da vítima, praticava atos libidinosos com a garota, quando a mesma ia para sua casa e, para garantir a impunidade de seus atos, o homem oferecia presentes a adolescente, segundo a Polícia. 

Diante disso, o delegado representou, junto ao Poder Judiciário, pela prisão preventiva de Jânio e Adolfo, as quais foram imediatamente, deferidas pelo juízo da Comarca de Natividade, sendo cumpridas, na última quarta-feira. Jânio e Adolfo foram autuados pelo crime de estupro de vulnerável, sendo que o primeiro também responderá criminalmente pela acusação de cárcere privado e corrupção de menores. Após as providências cabíveis, os dois homens foram encaminhados à Cadeia Pública de Natividade, onde permanecerão à disposição do Poder Judiciário.

Para o delegado Ibanez, a Polícia Civil, mais uma vez, deu uma resposta rápida e eficaz para sociedade, haja vista que o bárbaro crime, chocou a população de Chapada de Natividade, pela crueldade com que foi cometido. “Devido à gravidade do delito, determinei aos policiais civis de Natividade e Dianópolis que diligenciassem em torno do fato com a máxima urgência dada a complexidade da situação. A equipe da 8ª DRPC logrou êxito em identificar os autores, trazendo elementos de formação quanto à materialidade delitiva e, diante do apurado, foi requerida a prisão dos suspeitos sendo que novas diligências foram realizadas que resultaram na prisão dos mesmos”, frisou. (Com informações Ascom SSP/TO) (Matéria atualizada às 12h54min de 08/06/16)