Estado

Foto: Divulgação

O vereador da base do prefeito Carlos Amastha (PSB), Claudemir Portugal (PRP) subiu à tribuna da Câmara de Palmas na sessão desta terça-feira, 14 de junho, para criticar a situação da Feira Coberta localizada no Aureny III. O parlamentar definiu o visual da feira como “ridículo” e informou demarcações no local, onde possivelmente estaria acontecendo aulas de autoescola. 

A feira acontece aos sábados e Claudemir disse ter visitado o local na segunda-feira, 13. Segundo ele, no espaço é possível averiguar pinturas e grades. "Aquela parte coberta está toda pintada, fizeram lá aquelas estradinhas de moto, grades de ferro servindo como rampa, rampa de concreto para moto, eu sinceramente não entendi, porque já tem um bom tempo que estamos solicitando a reforma daquela feira", afirmou. 

Para o vereador, a situação é lamentável. "Me deparo com aquela situação onde além da marcação daquelas estradinhas, uma espécie de oito mini-rotatórias para o treinamento de motos e tem as grades de ferro que certamente vai atrapalhar e muito. Sem falar no visual, está horrível, está ridículo! Uma feira que está precisando de reforma, precisando ser pintada, reformar os banheiros, pintar a fachada, precisamos reformar os portões", criticou. 

O vereador informou que encaminhará pedido formal ao secretário de Desenvolvimento Rural, Roberto Saihum solicitando informações. "Precisamos averiguar essa situação e devolver a feira para a comunidade reformada e não com aquela papagaiada toda ali", frisou. 

O vereador Jucelino Rodrigues (PTC) apoiou e também criticou, pois, segundo ele, autoescola é particular, não tendo relação com a feira. "Se eles querem fazer um centro de treinamento eu não sou contra, mas que juntem as autoescolas e façam um centro de treinamento lá na região sul", disse. Segundo o vereador é preciso tomar providências. "Querem atrapalhar, dificultar a vida dos feirantes", frisou. 

Lúcio Campelo (PR) falou de um "pacotaço" assinado pelo prefeito de Palmas no aniversário de Palmas para construir duas hortas comunitárias e realizar a reforma de duas feiras. "E a feira do Aureny III não entrou dentro desse processo. Ele vai fazer (a reforma) da 1304 e da Vila União. Vai gastar um milhão e quatrocentos, um milhão e meio em cada uma para reformar", disse.